Influencia dos tipo de cultivos na qualidade do Guaco e da Pitanga

VOLTAR


A experiência consistiu em realizar coletas ao longo do ano e identificar quais fatores de clima, solo e manejo que influenciam na constituição fiquimica do guaco e da pitanga.
Foram realizadas coletas e processamento em laboratório associado a diálogos sobre manejo, exigências de cada cultura, bem como identificação de possíveis fatores que possam favorecer o desenvolvimento da ação terapêutica contida nas respectivas plantas medicinais.
O cultivo de plantas medicinais impacta diretamente na qualidade de vida da familia e da vizinhança, uma vez que fornece materia prima para xaropes, emplastros, garrafadas e demais preparados. A planta in natura e seus preparados geram renda ao serem comercializada e apresentam mercado fixo em determinados períodos do ano. Ex: Guaco no Inverno. 

Redes em saúde e agroecologia

De que forma sua organização poderia colaborar na criação e/ou fortalecimento dessas redes?
Podemos colaborar com o desenvolvimento de trabalhos técno-científicos que contribuam para o desenvolvimento de sistema de produção de plantas medicinais atrelado ao respeito e conhecimento das sabedorias ancestrais. 

Localização e abrangência espacial

Esta experiência está sendo cadastrada pelo celular (via aplicativo ODK Collect)?
Não
Qual é a abrangência territorial das ações desenvolvidas na experiência?
Municipal

Resistências e ameaças

Algo ameaça esta experiência?
  • Outra
  • Agrotóxico
Há conflito(s) ambiental(is) no(s) território(s) onde essa experiência acontece?
Sim
Indique o(s) município(s) e respectiva(s) Unidade(s) Federativa(s) onde acontece o conflito
seropedica-rj
Grupo(s) social(is) atingido(s) pelo conflito ambiental
  • Agricultor(a) familiar
  • Agricultor(a) urbana/o
  • Trabalhadoras/es rurais sem terra
  • Moradores/as em periferias, ocupações ou favelas
  • Trabalhadoras/es rurais assalariadas/os
Actividades generadoras del conflicto
  • Aterros sanitários, incineradores, lixões e usinas de reciclagem
  • Outra
Impactos Socio-ambientales de las actividades
  • Alteração no ciclo reprodutivo da fauna
  • Alteração no regime tradicional de uso e ocupação do território
  • Assoreamento de recurso hídrico
  • Desertificação
  • Desmatamento
  • Erosão do solo
A experiência aqui cadastrada está envolvida nesse(s) conflito(s) ambiental(is)?
Não, a experiência não está envolvida no conflito
Qual outra?
Urbanização
Qual outra?
Areal

Sujeitos

Você considera que a experiência tem uma atuação em Rede?
Não
¿Con qué grupos se construye esta experiencia?
  • Extensionistas rurais/ técnicas/os
  • Agricultoras/es familiares/camponeses
  • Agricultoras/es urbanas/os
Sexo: indique los grupos que participan en esta experiencia
  • Feminino
  • Masculino
Se há uma faixa etária com maior participação, indique
De 30 a 60 anos

Identificação

O describa es el nombre de la organización que registra la experiencia
UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Identificação do tipo experiência

Esta experiência é/foi realizada no Brasil?
Sim
Selecione o tipo de experiência
Cuidado em saúde

Estratégias de Comunicação e Anexos

Que tipo(s) de ferramenta(s) utiliza para divulgar a experiência e se comunicar com os envolvidos?
Whatsapp/Telegram

Arquivo e/ou link relacionado às produções/práticas da experiência

Tipo de anexo
Documento (PDF, Word, Excel, etc)

Práticas em saúde e agroecologia

Práticas Agroalimentares (produção/beneficiamento/consumo)
Quintais sócio-produtivos (horticultura, pomar, etc.)
Prácticas Integradas y complementarias en Salud
Plantas medicinais e fitoterapia
Práticas Populares e Tradicionais de Cuidado em Saúde ou Saúde Popular
Remédios caseiros a partir de plantas medicinais
Esta práctica es considerada una tecnología social por los protagonistas de la experiência?
Não
O que estimula a adoção dessa(s) prática(s)?
Ancestralidade/trajetória de vida/memória afetiva

Políticas públicas

Caso a experiência tenha acessado uma ou mais políticas públicas brasileiras, indique
Nenhuma