Mulheres Guardiãs das Galinhas de Capoeira

VOLTAR


As galinhas tem um valor socioeconômico, ecológico e cultural importantepara a agricultura familiar camponesa em todo o mundo, especialmente no semiáridobrasileiro. Historicamente, as mulheres agricultoras vem selecionando as raçasde galinhas e desenvolvendo manejo destes animais em coevolução com osecossistemas para satisfazer as diversas necessidades dos agroecossistemasfamiliares, contudo, não são valorizadas neste e noutros papeis eresponsabilidade que cumprem no agroecossistema familiar e na sociedade emgeral.
As raças das galinhas de capoeira, assim como, os conhecimentos epráticas associadas estão ameaçadas pela avicultura industrial e maisrecentemente e pelas linhas comerciais.
Esta problemática vem se expressando muito fortemente nos territórios doCariri, Seridó, Curimataú e da Borborema da Paraíba, onde existe por outro ladoum intenso e rico processo de experimentação e transição agroecológicaprotagonizada pelas agricultoras e agricultores familiares e organizaçõesarticulados em redes territoriais, onde o Coletivo Asa Cariri Oriental(CASACO), o Coletivo Regional da Agricultura Familiar do Cariri, Seridó eCurimataú (COLETIVO) e o Polo Sindical e de Organizações da AgriculturaFamiliar da Borborema (POLO DA BORBOREMA) se destacam e são reconhecidossocialmente e politicamente como atores territoriais importantes para aagricultura familiar camponesa agroecológica na Paraíba, no Semiáridobrasileiro e em nível nacional.
O Instituto Nacional do Semiárido (INSA), a partir do Núcleo Sistemas deProdução Animal e também o Núcleo de Extensão Rural Agroecológica daUniversidade Estadual da Paraíba (NERA/UEPB) veem interagindo e dialogando comestas dinâmicas territoriais e especialmente a partir das pesquisas iniciaissobre raças nativas e do processo de construção do 1º Seminário sobre RaçasNativas, identificou a necessidade de aprofundar com as organizações a leiturasobre a problemática relacionada as mulheres e as criações de galinhas decapoeira e os riscos decorrentes das ameaças existentes no território. Nestesentido, construiu-se o projeto de pesquisa que teve como objetivo aidentificação e valorização das mulheres agricultoras como guardiãs de raçasnativas de animais no Cariri Paraibano e da Borborema, especialmente asmulheres guardiãs das raças de galinhas de capoeira, em uma propostametodológica de Investigação Ação Participativa – IAP.
A Pesquisa ação está sendo feita com a participação ativa de mulheresagricultoras e lideranças articuladas em redes de transição agroecológica emtrês dinâmicas territoriais de transição agroecológica da ASA Paraíba,envolvendo os atores territoriais (CASACO, COLETIVO e POLO da Borborema), sindicatosde trabalhadores rurais, associações comunitárias e grupos locais de mulheres,organizações de assessoria (ASPTA e PATAC), Universidade (NERA/UEPB) eInstituto de Pesquisa (INSA).
A construção coletiva do projeto de pesquisa e as atividades coletivasdesenvolvidas em nível interterritorial, territorial, municipais ecomunitárias, bem como, as entrevistas individuais com as lideranças eassessores(as) permitiram identificar a percepção das organizações sobre aproblemática relacionada à criação de galinhas de capoeira com risco de perdasdo patrimônio genético e cultural e a invisibilidade do papel da mulher comoguardiã destas aves. Foi feita a caracterização dos sistemas de criação de galinhas das mulheresguardiãs, através de entrevistas semiestruturadas e visita de campo. Também foifeita pelas agricultoras guardiãs o monitoramento das galinhas nos aspectosprodutivos e reprodutivos pelas mulheres de suas criações durante um ano, atravésde uma Caderneta construída com as mulheres e de acompanhamento às mulheres noregistro, sistematização e análise das informações obtidas com o monitoramento.Além disto, foi feita a caracterização fenotípica das galinhas de capoeira, apartir dos saberes das mulheres e da coleta de dados morfométricos a partir deindicadores recomendados pela FAO. Também foram feitas oficinas temáticas quepermitiu resgatar práticas voltadas para alimentação e saúde das galinhas, mastambém voltadas para o uso das galinhas para a alimentação e saúde das pessoas.Foram feitas oficinas comunitárias, municipais, territoriais einterterritoriais para análises das informações parciais da pesquisa. Estãoprevistas oficinas comunitárias, municipais, territoriais e interterritoriaispara análise final dos dados e elaboração de diretrizes e estratégias deresgate, multiplicação e conservação das raças das galinhas de capoeira efortalecimento do protagonismo das mulheres agricultoras guardiãs na promoção dasoberania alimentar e da agricultura familiar agroecológica. 

Anexos

Sujeitos

Você considera que a experiência tem uma atuação em Rede?
Sim
¿Con qué grupos se construye esta experiencia?
  • Extensionistas rurais/ técnicas/os
  • Movimentos sociais
  • Organização não governamental (ONG)
  • Sindicato
  • Outro
  • Educadoras/es
  • Estudantes
  • Agricultoras/es familiares/camponeses
Qual(is) a(s) identidade(s) do(s) grupo(s) social(is) e coletivo(s) que participa(m) da construção desta experiência?
Agricultoras familiares
Sexo: indique los grupos que participan en esta experiencia
  • Masculino
  • Feminino
Se há um sexo com maior participação, indique
Feminino
Faixa etária - indique o(s) grupo(s) que participa(m) dessa experiência
  • De 15 a 29 anos
  • De 30 a 60 anos
  • Acima de 60 anos
Se há uma faixa etária com maior participação, indique
De 30 a 60 anos

Outros sujeitos

Quais outras/os?
Comunidades camponesas

Práticas em saúde e agroecologia

Práticas Agroalimentares (produção/beneficiamento/consumo)
  • Produção animal (ex. caprinocultura, ovinocultura, avicultura, etc.)
  • Outra
Qual outra?
Guardiãs das Raças Crioulas - Galinhas de Capoeira
Prácticas Integradas y complementarias en Salud
Plantas medicinais e fitoterapia
Práticas Populares e Tradicionais de Cuidado em Saúde ou Saúde Popular
Remédios caseiros a partir de plantas medicinais
Esta práctica es considerada una tecnología social por los protagonistas de la experiência?
Sim
O que estimula a adoção dessa(s) prática(s)?
  • Intercâmbio/vivência
  • Participação em redes de aprendizados e conhecimentos
  • Rodas de conversa e oficinas
  • Outro
  • Ancestralidade/trajetória de vida/memória afetiva
  • Curso de capacitação e treinamento
Qual outro estímulo à adoção desta prática?
Pesquisa ação

Políticas públicas

Caso a experiência tenha acessado uma ou mais políticas públicas brasileiras, indique
  • Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)
  • Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)
  • Programa de Fortalecimento e Ampliação das Redes de Agroecologia, Extrativismo e Produção Orgânica (Programa Ecoforte)
  • Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e outras Tecnologias Sociais de Acesso à Água (Programa Cisternas)

Identificação

O describa es el nombre de la organización que registra la experiencia
Instituto Nacional do Semiárido

Redes em saúde e agroecologia

De que forma sua organização poderia colaborar na criação e/ou fortalecimento dessas redes?

- Sistematização de experiencias na temática;

- Participando de pesquisas com outras instituições e organizações voltadas para a temática;

- Articulação outras instituições e organizações para trabalho colaborativo;

- Fortalecendo iniciativas das redes;

- Divulgando iniciativas das redes.

Estratégias de Comunicação e Anexos

Que tipo(s) de ferramenta(s) utiliza para divulgar a experiência e se comunicar com os envolvidos?
  • E-mail
  • Facebook/Messenger
  • Whatsapp/Telegram
  • Outra
Qual outra?
Comunicação através de telefonemas e também nas atividades das organizações

Arquivo e/ou link relacionado às produções/práticas da experiência

Tipo de anexo
Documento (PDF, Word, Excel, etc)
Tipo de anexo
Documento (PDF, Word, Excel, etc)
Tipo de anexo
Documento (PDF, Word, Excel, etc)

Duração da experiência

1 Impacto da Pandemia da Covid-19

Essa é uma experiência criada em resposta aos efeitos da crise sanitária decorrente da pandemia do Coronavírus (Covid-19)?
Não, a experiência já vinha acontecendo e continua durante a pandemia

Identificação do tipo experiência

Esta experiência é/foi realizada no Brasil?
Sim
Selecione o tipo de experiência
Ensino-pesquisa-extensão
Se envolve pesquisa, indique a área principal da pesquisa
Agrárias
Se envolve pesquisa, o grupo está cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq?
Não
Se envolve extensão, indique a área principal da extensão
Agrárias
Si se trata de transferencia tecnológica, el grupo se encuentra formalizado en una institución universitaria?
Sim

Localização e abrangência espacial

Qual é a abrangência territorial das ações desenvolvidas na experiência?
Estadual

Resistências e ameaças

Algo ameaça esta experiência?
  • Outra
  • Transgênico
Qual outra?
Avicultura Industrial e marcas comerciais de galinhas (caipirão)
Há conflito(s) ambiental(is) no(s) território(s) onde essa experiência acontece?
Sim
Indique o(s) município(s) e respectiva(s) Unidade(s) Federativa(s) onde acontece o conflito
Boqueirão/PB, Caturité/PB, Lagoa Seca/PB, Queimadas/PB e Soledade/PB
Grupo(s) social(is) atingido(s) pelo conflito ambiental
Agricultor(a) familiar
Actividades generadoras del conflicto
  • Agroindústria/agronegócio
  • Pecuária
  • Transgênicos
  • Outra
Qual outra?
Avicultura industrial e marcas comerciais
Impactos Socio-ambientales de las actividades
Outro
Qual outro?
Perda do patrimônio genético e cultural associado as raças crioulas de galinhas
Possíveis danos à saúde decorrentes da atividade e/ou do conflito
  • Insegurança alimentar e nutricional
  • Outro
Otro, cuál?
Uso de comidas a partir das galinhas da avicultura industrial com rações com aditivos, milho transgênicos e outros medicamentos
A experiência aqui cadastrada está envolvida nesse(s) conflito(s) ambiental(is)?
Sim, a experiência contribui para o enfrentamento do conflito