COVID-19: AÇÕES EMERGENCIAIS NAS ÁREAS INDÍGENAS DE DOURADOS, MS.

VOLTAR


A COVID-19 não afeta do mesmo modo todas as pessoas devido às diferenças socioeconômicas. Esta epidemia, que começou em áreas privilegiadas economicamente, tem atingido mais duramente a população pobre das  periferias, dentro desta os negros e indígenas, tendo em vista que a exclusão  social se manifesta também na precarização do acesso aos serviços de saúde e insegurança alimentar. Em muitas terras indígenas não há sequer água para os moradores lavarem as mãos, nem acesso à estrutura de comunicação para cadastro  em programas sociais. A falta de terra suficiente para o plantio e, mais  recentemente, o isolamento nas áreas indígenas para evitar a proliferação do Coronavírus aumentaram ainda a fome entre estes brasileiros esquecidos. O  projeto \"Apoio a mestres tradicionais e profissionais indígenas de saúde para ações de combate ao COVID-19: aquisição de alimentos, materiais de higiene e  proteção individual\" tem o objetivo de reforçar ações informativas emergenciais  das lideranças indígenas em prevenção à COVID-19, seus sintomas, cuidados  preventivos e procedimentos de encaminhamento em caso de adoecimento, nas aldeias de Dourados, Mato Grosso do Sul. As ações serão desenvolvidas nas  terras indígenas de Dourados e Panambizinho, no município de Dourados/MS, onde vive 18% da população indígena de Mato Grosso do Sul em situação de grande  vulnerabilidade social devido a falta de territórios suficientes para sua  sobrevivência física e cultural, falta de regularização fundiária, a insuficiência de acesso à água potável e a alimentação e com estrutura de saúde  insuficiente num quadro agravado com a chegada da pandemia de Coronavírus. A  metodologia deste projeto emergencial foi desenvolvida em diálogo com  lideranças indígenas, em atenção às suas demandas, observando-se as diretrizes  de prevenção recomendadas pela Funai e OMS. 

Anexos

Ano de publicação
2020
Última atualização
24/03/2021
Mapeamento
Experiências em Comida de Verdade
Abrangência
Regional: mais de 2 municípios/estados: Itaporã (MS)
Site
Organização de referência
kunhangue jeroky guasu marangatu
Áreas Temáticas