Frente Humanitária Aglomerado da Serra

VOLTAR


Os objetivos do projeto visaram a atuação no Aglomerado da Serra em Belo Horizonte/MG, de uma frente especial para auxílio à comunidade no cenário de Pandemia Mundial de Coronavírus Covid-19. Para tal foram traçados os seguintes objetivos:
I.Distribuição de 18.000 (dezoito mil) unidades de cestas básicas e kits de higiene para 18.000 (dezoito mil) famílias do Aglomerado da Serra.II. Distribuição de 2.000 (duas mil) unidades de refeição (marmitex) diariamente (segunda a sábado) para famílias do Aglomerado da Serra durante 81 dias.III. Confecção de Boletim Informativo com o intuito de levar informações a comunidade sobre as ações desenvolvidas pelos projetos, formas de cadastramento, medidas de proteção, entre outras informações relevantes.IV.Distribuição de 60 mil unidades de máscaras de proteção para a comunidade. Mesmo com a obrigatoriedade do uso do equipamento de proteção, milhares de pessoas ainda não utilizam o equipamento no Aglomerado, e algumas possuem somente uma unidade. A ação também gerou renda para a equipe do Remexe Favelinha, que em sua maioria é composta por mulheres.V. Ampliação das instalações da cozinha. A ampliação do espaço foi de suma importância, assim conseguimos trabalhar com conforto e segurança. O foco do descritivo é a ação de distribuição de marmitas. Quando veio a pandemia vimos a renda cair e a gente sempre distribuía cestas básicas e com a pandemia vimos a oportunidade de preparar os alimentos. As pessoas tinham dificuldade de preparar os alimentos. Começamos a fazer de 30 a 40 marmitas/dia. Os grandes beneficiários eram IDOSOS e as marmitas eram entregues de segunda a sábado. Quando fechou tudo, tivemos mais demandas de marmita. O rapper Djonga é o maior rapper do Brasil , ele fez uma live beneficente e uma parte foram revertidas em cestas e reformamos a cozinha. Só que a gente só tinha cozinha, estávamos sem comida e sem estrutura. O UNIBANCO financiou 2.000 marmitas por dia (arroz, feijão, carne e legumes) durante 81 dias (178 ton de alimentos). Somente no almoço de segunda a sábado. Essa experiência se iniciou em 16 de maio e finalizou em 20 de agosto. Esse projeto contava com 7 carros e 21 pessoas entregando. A Frente Humanitária é um projeto organizado pela Associação Comunitária de Moradores da Vila Santana do Cafezal (ACM Cafezal) e pelo Centro Cultural Lá da Favelinha.
Ano de publicação
2020
Última atualização
29/03/2021
Mapeamento
Experiências em Comida de Verdade
Site
Organização de referência
Associação dos Moradores da Vila Santana do Cafezal
Áreas Temáticas