Jovem agricultor mostra que é possível viver com qualidade no campo

VOLTAR

Na comunidade de Nova Esperança em Ichu, Bahia, um jovem agricultor sobrevive com muita dignidade. Através dos cursos e intercambios ele aprendeu a planejar a propriedade de apenas 7 tarefas, que hoje abriga um pouco de tudo, roça, horta, criação de animais, pasto, e área de preservação da caatinga. Uma parte do que é vendido na horta é consumido por ele e a mãe, que é viúva, e demais familiares que vivem em propriedades vizinhas. A outra parte é vendida para o PPA que repassa para as pessoas mais carentes da comunidade. O jovem afirma que viver no campo é uma opção de vida, e que a renda obtida para ele é muitas vezes superior ao que ele conseguiria na cidade.Renaldo da Silva, ou Nadinho é presidente da associação da comunidade e direitor do Centro São Joao de Deus, sempre interagindo com a comunidade, ele junto com outros agricultores mantém a tradição do Boi Roubado, onde um grupo se reúne dá um dia de trabalho na propriedade do outro, eles realizam todos os serviços que normalmente seria pago para uma oura pessoa ajudar o agricultor, e no final o dono da casa dá um animal para ser assado e todos comemoram o dia, essa prática é repassada pelos mais antigos da comunidade, e eles se reversam a cada sábado.

Anexos