Experiências de comercialização de alimentos agroecológicos em Ouro Preto em tempos de COVID-19

VOLTAR


O Núcleo de Estudos de Agroecologia Inconfidentesatua nos municípios de Ouro Preto e Mariana, Minas Gerais, Brasil, contribuindopara o fortalecimento das práticas e saberes agroecológicos na região; propõe oestímulo à agricultura familiar de base agroecológica como diversificação produtivae econômica frente à hegemonia da exploração minerária predatória praticada noterritório. A partir de março de 2020, com a declaração da pandemia doCOVID-19, foram prestadas assessorias aos agricultores familiares da região como objetivo de adaptar e ampliar a comercialização de seus produtos utilizandotecnologias remotas e redes sociais. O monitoramento das vendas, a partir demétodos cartográficos aliados à coleta e cruzamento de dados, levantouimportantes considerações sobre a limitação dos meios de comunicação digitais equestões socioeconômicas pertinentes à comercialização de alimentos no distritosede de Ouro Preto.
A assessoria foi prestada aos agricultoresfamiliares do distrito de Santa Rita de Ouro Preto, de março a agosto de 2020,em virtude do fechamento dos seus principais mercados, como as feiras livres eas escolas. As assessoriastiveram como objetivo principal adaptar e ampliar a comercialização em plataformasdigitais a fim de escoar a produção retida, permitindo a populaçãoouropretana acesso aos alimentos saudáveis e também implantação de protocolosde segurança anti COVID-19 junto aos agricultores e clientes. Dentre as ações executadas paraalcançar esses objetivos, destacamos:

-      Produção de mídias digitais para divulgação dos produtos e suas formasde aquisição, associadas a informações de boas práticas no preparo econservação dos alimentos, assim como instruções para manipulação segurados alimentos, bem estar e saúde divulgadas nas redes sociais Instagram, Facebook, grupos de Whatsapp eoutros meios
-      Monitoramento das vendas, tratamento e sistematização de dados,associados a metodologias cartográficas (Sistemas de Informações Geográficas -SIG) a fim de produzir caracterização social dos clientes e mapas para auxiliar na logística de entregas;
-      Tabelamento dos pedidos por meio do software Microsoft Excel, a fim de otimizar e gerenciar ascolheitas nas roças;
-      Implantação de sistemas de cobrança online para diminuir a manipulaçãode cédulas e consequente propagação e contaminação por COVID-19.
-       Mediação entre produtores, poderpúblico e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais(Emater-MG) para determinação de protocolos de segurança e cessão de ponto deapoio para os distribuição e coleta dos produtos;
A assessoria prestada efetivou-se como esforço coletivo do NEAINCONFIDENTES Secretaria de Agropecuária de Ouro Preto e Emater de MinasGerais. O projeto foi protagonizado pelos agricultores e agricultoras da HortaTião Santana e Família, Horta Agroecológica Moreira e Horta Real.
As comunidades assessoradas peloNEA INCONFIDENTES localizam-se nos subdistritos: Piedade de Santa Rita, Moreirae Bom Retiro, pertencentes ao distrito Santa Rita, território predominantementerural ao sul do município de Ouro Preto. O principal motor econômico da região até a década de 90,baseava-se na produção de artesanato utilitário e decorativo, usando aesteatita (pedra sabão). Porém, devido aos recorrentes adoecimentos pulmonaresdecorrentes do manuseio da esteatita a EMATER e UFOPatuaram na região estimulando a diversificação produtiva e econômica. Uma dasatividades implantadas pela EMATER foi a produção de alimentos básicos quegerou excedentes posteriores, conduzidos aos mercados institucionais e àcomercialização direta. Embora as atividades agrícolas familiares tenham seampliado com a implantação de agroindústrias, oferecendo alternativas à cadeiaprodutiva insalubre da esteatita, grande parte da região ainda está sob impactoda disputa de lavras agroextrativistas de minério de ferro, ouro, talco emonoculturas de eucalipto, sistemas agroindustriais hegemônicos, que ao longodo tempo têm causado degradações ambientais, expulsões involuntárias e baixaremuneração. Diante desse contexto, o NEA INCONFIDENTES propõe ações contrahegemônicas, atuando principalmente na geração de emprego e renda, contribuindocom as instituições, gestores e sociedade civil para o desenvolvimento e adoçãode práticas alternativas ao paradigma minerário e agroextrativista predatórios.
Ano de publicação
2020
Última atualização
26/03/2021
Mapeamento
Experiências em Comida de Verdade
Site
Organização de referência
Núcleo de Estudos de Agroecologia Inconfidentes
Áreas Temáticas