Escola Verde com Afeto

VOLTAR


O projeto Escola Verde com Afeto já caminha para sua terceira edição na perspectiva de mobilizar comunidades de baixa renda a substituir pontos irregulares de lixo e entulho no entorno de escolas públicas em jardins coletivos. As escolas em questão assumem o papel de articuladoras comunitárias locais e mobilizam lideranças, comerciantes, familiares de estudantes, instituições públicas presentes no bairro, entre outros grupos, a ser atores nesse processo de transformação. A gestora de resíduos do município é convocada como parceira do projeto, e assume a necessidade de reprogramar sua coleta e remanejar ou retirar contêineres distribuídos no entorno de escolas, contribuindo dessa forma para que esses pontos não sejam formalizados e tenham mais chance de se extinguir. 
Na primeira edição, o Escola Verde mobilizou a transformação no entorno de seis escolas, que até hoje mantém seus jardins e que já sinalizam bons resultados. No Centro de Educação Infantil Waldeck Ornellas, do bairro Fazenda Grande I/ Cajazeiras, mães falam que seus filhos pararam de ter alergias. Em geral, o mau cheiro deixa de chegar a muitas salas e ao espaço do recreio das escolas. Instituições que tinham invasão de ratos vêem melhoras nesse aspecto. A criação dos jardins no entorno da escola criou conexão das instituições - representada por professoras, gestoras e estudantes - com comerciantes de rua, criando novas relações e afeto, parceria, respeito e, portanto, bem-estar também para a saúde mental.
O Intercâmbio Casa Cidades permitiu a partilha de experiências de duas organizações (A Cidade Precisa de Você (SP) e Horta Inteligente (RJ) com as comunidades das seis escolas. 
E a segunda fase do projeto, apoiada pelo Movimento Bem Maior, realizou ocupação dos espaços transformados com oficinas de Minhocário, Jardinagem, Separação de Resíduos, Direito à Cidade e Alimentação Saudável, e selecionou mais 12 escolas com pontos irregulares de lixo e entulho em seu entorno para realizar a transformação. Estão em fase de planejamento.
A terceira fase terá a criação, junto das 18 escolas do projeto, de um projeto de lei popular de arborização e extinção de pontos de lixo do entorno de escolas públicas de Salvador.

Identificação do tipo experiência

Esta experiência é/foi realizada no Brasil?
Sim
Selecione o tipo de experiência
Saneamento
Componente do saneamento
Destino adequado de resíduos sólidos (exemplo: compostagem, reciclagem, etc)

Estratégias de Comunicação e Anexos

Que tipo(s) de ferramenta(s) utiliza para divulgar a experiência e se comunicar com os envolvidos?
  • Whatsapp/Telegram
  • Outra
  • Twitter
  • Site
  • Facebook/Messenger
  • Instagram
Qual outra?
Imprensa

Arquivo e/ou link relacionado às produções/práticas da experiência

Tipo de anexo
Link
Tipo de anexo
Link

Duração da experiência

1 Impacto da Pandemia da Covid-19

Essa é uma experiência criada em resposta aos efeitos da crise sanitária decorrente da pandemia do Coronavírus (Covid-19)?
Não, a experiência já vinha acontecendo e continua durante a pandemia

Localização e abrangência espacial

Esta experiência está sendo cadastrada pelo celular (via aplicativo ODK Collect)?
Não
Qual é a abrangência territorial das ações desenvolvidas na experiência?
Municipal

Sujeitos

Você considera que a experiência tem uma atuação em Rede?
Sim
¿Con qué grupos se construye esta experiencia?
  • Educadoras/es
  • Estudantes
  • Gestoras/es públicos
  • Movimentos sociais
  • Organização não governamental (ONG)
  • Outro
Sexo: indique los grupos que participan en esta experiencia
  • Feminino
  • Masculino
Se há um sexo com maior participação, indique
Feminino
Color o raza - indique lo(s) grupo(s) que participan de la experiencia
  • Parda
  • Preta
  • Branca
Se há uma cor ou raça com maior participação, indique
Preta
Faixa etária - indique o(s) grupo(s) que participa(m) dessa experiência
  • De 15 a 29 anos
  • De 30 a 60 anos
Se há uma faixa etária com maior participação, indique
De 15 a 29 anos

Outros sujeitos

Quais outras/os?
Gestoras escolares, lideranças comunitárias, famílias de áreas periféricas urbanas

Redes em saúde e agroecologia

De que forma sua organização poderia colaborar na criação e/ou fortalecimento dessas redes?
Gostaríamos de conhecer melhor a proposta para pensar nisso.

Políticas públicas

Caso a experiência tenha acessado uma ou mais políticas públicas brasileiras, indique
Outra
Qual outra?
Política Nacional dos Resíduos Sólidos

Resistências e ameaças

Algo ameaça esta experiência?
  • Racismo
  • Outra
Qual outra?
transição da gestão pública de órgãos parceiros
Há conflito(s) ambiental(is) no(s) território(s) onde essa experiência acontece?
Sim
Indique o(s) município(s) e respectiva(s) Unidade(s) Federativa(s) onde acontece o conflito
Salvador
Grupo(s) social(is) atingido(s) pelo conflito ambiental
Moradores/as em periferias, ocupações ou favelas
Actividades generadoras del conflicto
Aterros sanitários, incineradores, lixões e usinas de reciclagem
Impactos Socio-ambientales de las actividades
  • Falta de saneamento básico
  • Poluição do solo
  • Urbanização desordenada
Possíveis danos à saúde decorrentes da atividade e/ou do conflito
  • Contaminação química
  • Doenças transmissíveis
  • Outro
  • Acidentes
  • Contaminação ou intoxicação por agrotóxicos
Otro, cuál?
depressão
A experiência aqui cadastrada está envolvida nesse(s) conflito(s) ambiental(is)?
Sim, a experiência contribui para o enfrentamento do conflito

Práticas em saúde e agroecologia

Águas e saneamento
  • Gestão de resíduos
  • Outra
Qual outra?
criação de jardins coletivos e comestíveis
Práticas Agroalimentares (produção/beneficiamento/consumo)
  • Plantas alimentícias não convencionais (PANCs)
  • Outra
  • Compostagem
Qual outra?
jardins comestíveis coletivos
Otras prácticas no especificadas en las opciones anteriores
Mesas coletivas com preparos de alimentos saudáveis
Esta práctica es considerada una tecnología social por los protagonistas de la experiência?
Sim
O que estimula a adoção dessa(s) prática(s)?
Outro
Qual outro estímulo à adoção desta prática?
Exercício do Direito à Cidade e da autonomia cidadã