Venda da Cooperativa Regional Indústria e Comércio de Produtos Agrícolas do Povo que Luta (Coorpol) para o PNAE de Belo Horizonte

VOLTAR

Bloco 2 - Identificação da experiência (a organização da agricultura familiar que protagoniza esta experiência)

3 E-mail da organização
coorpol@hotmail.com
4 Telefone da organização
(33) 3378-1025
8 Se desejar, adicione outra(s) palavra(s)-chave associada(s)
agricultura familiar, fairtrade, cooperativa de verdade
10 Que sujeitos estão envolvidos com o processo de gestão do PNAE dentro da experiência?
  • Agricultoras/es
  • Dirigentes
  • Jovens filhos/as de agricultores/as
  • Mulheres
  • Técnica/o de administração

Bloco 3 - Sujeitos (com quem essa experiência é realizada)

1 Quantas pessoas fazem parte da experiência?
9
2 Há agricultoras e agricultores de outros municípios que compõem a organização na experiência do PNAE?
Sim
3 Com que sujeitos essa experiência é construída?
Agricultores(as) Familiares
4 Quais as identidades socioterritoriais dos grupos, coletivos, populações que participam da experiência?
agricultoras/es familiares
5 A organização acessa o PNAE como um dos grupos prioritários?
Outro
Se outro, qual?
Cooperativa
6 Dentre as pessoas que protagonizam essa experiência, marque o grupo com maior participação - gênero
Masculino
7 Dentre as pessoas que protagonizam essa experiência, marque o grupo com maior participação - faixa etária
De 30 a 60 anos

Municípios dos/as agricultores/as

De quais municípios?
Minas Gerais
De quais municípios?
Santa Bárbara
De quais municípios?
Minas Gerais
De quais municípios?
Manhuaçu

Cite os parceiros no desenvolvimento desta experiência

Nome da Organização Parceira
Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Manhuaçu
Site da Organização parceira
www.manhuacu.mg.gov.br
Nome da Organização Parceira
Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater–MG)
Site da Organização parceira
www.emater.mg.gov.br
Nome da Organização Parceira
Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Manhuaçu

Bloco 4 - A gestão pública do PNAE no Município/Estado

Gestão do PNAE

2 A qual rede de ensino a experiência do PNAE está associada?
Municipal
1 Qual tipo de gestão do PNAE?
Gestão própria centralizada
2 Quantas escolas vinculadas a rede municipal existem no município?
557
3 Em que ano teve início a compra da agricultura familiar para o PNAE neste município/estado?
2011
5 Que órgão do poder público é responsável pela execução do PNAE nesta experiência?
Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (SMASAC), por meio da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional (SUSAN)
6 Quais outros setores da gestão pública estão envolvidos?
Secretaria Municipal de Educação (SMED); Secretaria Municipal da Fazenda (SMFA)
7 Quais as formas de diálogo existentes entre a organização e o poder público?
Outra
Se outra, qual?
Contato por telefone com as/os técnicas/os da prefeitura
8 A gestão do processo como um todo é participativa?
Parcialmente
Se possível, explique melhor

A gestão sofreu impactos devido à pandemia, deixando-a menos participativa. Foi interrompido o contrato, sem nenhuma abertura para diálogo. Ainda falta uma entrega a ser feita.

9 Como se dão os processos de construção das Chamadas Públicas?
Centralizado em um órgão das prefeituras
10 Como se dão os processos de divulgação das Chamadas Públicas?
  • Por meio de técnicos de ATER
  • Informe direto do governo para os agricultores
  • Site do governo
11 Como são estruturadas as Chamadas Públicas?
Outra
Se outra, qual?
Múltiplas chamadas, com diversidade de produtos
12 Qual a periodicidade de lançamento das Chamadas Públicas?
Anual
13 Há diálogo da organização de agricultores/as com o/a Responsável Técnico/a (nutricionista) dos municípios?
Não
14 Conte mais sobre esse processo o diálogo com a/o nutricionista

Não houve diálogo com nutricionista. Mas em toda entrega é feita a conferência dos produtos, verificando se encaixam nos critérios estabelecidos na chamada.

15 Houve/há processos formativos com as/os profissionais da educação?
Não
16 A chamada pública prevê a aquisição de produtos agroecológicos ou orgânicos com preço diferenciado?
Sim

Bloco 5 - PNAE e as Escolas envolvidas

2 É possível aferir quantas escolas são atendidas pela organização?
Não
3 Que sujeitos da comunidade escolar estão envolvidos com o processo do PNAE?
  • Nutricionista
  • Outros
Se outro, qual?
Técnicas/os das secretarias de Educação e de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania
4 Como é feita a entrega dos produtos da organização?
Outro
Se outro, qual?
Entreposto da prefeitura
5 Quem recebe os alimentos na escola?
Outros
Se outro, qual?
A entrega é feita no entreposto. Não é possível dizer quem recebe os alimentos nas escolas.

Bloco 6 - PNAE e os alimentos comercializados

1 Como a maior parte dos sistemas de produção da organização podem ser caracterizados?
Convencional
2 Quais são os principais alimentos comercializados?
Outros
Se outros, quais?
Café
4 O cardápio escolar expressa a diversidade produtiva local?
Não
1 Possui certificação?
Sim
Qual tipo de certificação?
Outra
Se outra, qual?
Fair Trade
1 Possui certificação?
Sim
Qual tipo de certificação?
Outra
Se outra, qual?
Fair Trade (Comércio Justo). A maior parte do café entregue para o PNAE é produzido de forma convencional, porém não são utilizados agrotóxicos nos sistemas de produção. As/os agricultoras/es da cooperativa também possuem a certificação Fair Trade e seguem normas e princípios socioambientais, de fortalecimento da agricultura familiar e de respeito à natureza e aos seres humanos.

Indique o ano a que se referem as informações sobre os produtos e suas quantidades
2019
Produto 1
Café
Escolha uma unidade para quantificar o produto 1
Quilogramas
Indique a quantidade do produto 1
8140
Produto 2
Não tem
Produto 3
Não tem
Produto 4
Não tem

Bloco 7 - Desafios e aprendizagens

1 Que mudanças a comercialização para o PNAE trouxe ou traz para a organização?

Maior autonomia para as mulheres; entrada de receita para a cooperativa e para o produtor; valorização do produto e da agricultura familiar.

Importante destacar também que além da venda para o PNAE municipal de Belo Horizonte, a Coorpol acessa o PNAE estadual e municipal de outros dois municípios de Minas Gerais: Manhuaçu e Reduto. Nestes municípios, é comercializada uma grande diversidade de alimentos, como alface, cenoura, chuchu, couve, feijão, fubá, doces, entre outros.


2 O processo de comercialização para o PNAE está combinado a outros canais de comercialização?
Não
3 O acesso ao PNAE possibilitou aos/as agricultores/as ocupar outros espaços de comercialização?
Sim
Quais espaços de comercialização?
  • Outro
  • Grupos de consumo
  • Mercados locais
Se outro, qual?
Encomendas de pessoas físicas
5 Houve mudanças na segurança alimentar e nutricional e/ou na qualidade da alimentação das famílias e comunidades que produzem os alimentos?
Sim
Quais mudanças?
Melhoria na saúde
6 É possível calcular a contribuição da comercialização para o PNAE na geração de renda para a organização como um todo?
Sim
Qual foi o aumento da renda mensal da organização, em porcentagem?
3
7 Quais os principais entraves e barreiras identificadas para o bom funcionamento do processo de comercialização para o PNAE?
  • Formas de manejo/beneficiamento de produtos realizadas pelos/as agricultores/as
  • Outro
  • Logística e dias/horários de entrega
  • Acesso a determinadas tecnologias e estruturas para processamento de alimentos - principalmente em relação a questões sanitárias
Se outros, quais?
Regularização da polpa de frutas
Descreva melhor as barreiras existentes

A legislação atual referente à regularização da atividade de beneficiamento da polpa de fruta favorece mais as grandes indústrias. 

8 Que processos/iniciativas foram inovadores nessa experiência para concretizar a compra direta da agricultura familiar para o PNAE?

A realização de embalagem a vácuo foi um grande avanço para a cooperativa, pois garantiu maior durabilidade do produto e possibilitou a comercialização em mercados que as/os agricultoras/es não acessavam.

Bloco 8 - Impactos da Pandemia

1 Quais estratégias estão sendo adotadas pelo governo estadual/municipal para a distribuição dos alimentos do PNAE durante a pandemia?
Distribuição de cestas/kit de alimentos
2 Houve mudança no fornecimento de alimentos da agricultura familiar para o PNAE durante a pandemia?
Sim
Quais foram as mudanças?
Interrompeu o contrato
Como a organização avalia essas mudanças?
Muito insatisfatório
Se possível, descreva as alterações ocorridas

Foi suspensa a entrega de forma unilateral, sem nenhuma abertura para diálogo.

3 A organização tem feito doações, vendas específicas ou articulações para distribuição de alimentos com outros grupos em decorrência da pandemia?
Sim
4 De que maneira as fragilidades ou potencialidades da experiência foram reforçadas no contexto da pandemia?

Uma das fragilidades está relacionada à dificuldade de escoamento da produção provocada pela interrupção do contrato com a prefeitura, uma vez que o agricultor já havia organizado a produção e planejado sua venda.

Por outro lado, os agricultores e a organização encontraram formas de comercialização para não perder a produção. E houve um fortalecimento das parcerias.

5 Há previsão de retorno às aulas em seu município?
Não

Organizações parceiras

Liste os nomes dos grupos/projetos/experiências com quem essas articulações estão sendo feitas
Secretaria Municipal de Educação
Liste os nomes dos grupos/projetos/experiências com quem essas articulações estão sendo feitas
Rede de Intercâmbio de Tecnologias Alternativas (REDE)

Bloco 9 - Comunicação e Anexos

3 Que tipo(s) de ferramenta(s) utiliza para divulgar a experiência e se comunicar com os envolvidos?
  • Instagram
  • Outro
  • Facebook/Messenger
  • Whatsapp/ Telegram
  • Site
  • Jornal/boletim
Se outro, qual?
Participação em eventos
Ano de publicação
2020
Última atualização
17/01/2022
Mapeamento
Experiências de acesso ao PNAE
Site
Organização de referência
Venda da Cooperativa Regional Indústria e Comércio de Produtos Agrícolas do Povo que Luta (Coorpol) para o PNAE de Belo Horizonte
Áreas Temáticas