Oficina de Vigilância e Promoção da Saúde em Áreas de Reforma Agrária\\\"

VOLTAR


A Oficina de Vigilância e Promoção da Saúde em Áreas de Reforma Agrária foi construída com a Participação da ESP/MG, SES/MG (Secretaria Estadual de Saúde) e o MST norteada pela educação popular em saúde onde foram realizados dois módulos de  formação entremeados por momentos de compartilhamentos de conhecimentos nos territórios dos participantes (assentadas e acampadas da reforma agrária e profissionais de saúde). Foram realizadas oficinas práticas e intercâmbio de experiências.
A construção desta ação educacional envolveu o esforço, o encontro e o diálogo entre educadoras do MST, trabalhadoras da ESP/MG e da SES MG, e profissionais de saúde dos municípios.
A ação consistiu em dois módulos de encontros presenciais de formação em Belo Horizonte e dois tempo comunidades onde as assentadas e acampadas realizaram debates e oficinas em suas comunidades nas regiões. Os temas abordados tanto nos módulos presenciais quanto nos tempos comunidade foram: relação agrotóxico-adoecimento, política nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, Águas e Floresta, Agroecologia, Saneamento rural, segurança alimentar, desafios do SUS e sobre o papel das mulheres em todos esses contextos.
Ao final desta ação produzimos uma cartilha que sistematizou essa experiência trazendo os debates e ações que o setor de saúde de Miinas Gerais vem desenvolvendo. Com textos de uma construção coletiva escritos pelas próprias bruxas do setor de saúde, mulheres que carregam saberes e conhecimentos da vida, da luta e das formações e pelas trabalhadoras da ESP/MG.

Sujeitos

Você considera que a experiência tem uma atuação em Rede?
Sim
¿Con qué grupos se construye esta experiencia?
  • Gestoras/es públicos
  • Agricultoras/es familiares/camponeses
  • Profissionais de saúde
  • Educadoras/es
  • Movimentos sociais
Sexo: indique los grupos que participan en esta experiencia
Feminino
Faixa etária - indique o(s) grupo(s) que participa(m) dessa experiência
De 30 a 60 anos

Práticas em saúde e agroecologia

Águas e saneamento
Outra
Práticas Agroalimentares (produção/beneficiamento/consumo)
  • Agrofloresta
  • Casa ou guardiães/ões de sementes
  • Feiras agroecológicas
  • Plantas alimentícias não convencionais (PANCs)
Prácticas Integradas y complementarias en Salud
  • Aromaterapia
  • Reflexoterapia
  • Imposição de mãos
  • Plantas medicinais e fitoterapia
  • Reiki
  • Terapia de florais
  • Homeopatia
Práticas Populares e Tradicionais de Cuidado em Saúde ou Saúde Popular
  • Benzimentos, orações, aconselhamento
  • Dietas alimentares
  • Remédios caseiros a partir de plantas medicinais
Esta práctica es considerada una tecnología social por los protagonistas de la experiência?
Sim
O que estimula a adoção dessa(s) prática(s)?
  • Ancestralidade/trajetória de vida/memória afetiva
  • Rodas de conversa e oficinas
  • Curso de capacitação e treinamento
  • Intercâmbio/vivência

Estratégias de Comunicação e Anexos

Que tipo(s) de ferramenta(s) utiliza para divulgar a experiência e se comunicar com os envolvidos?
Whatsapp/Telegram

Arquivo e/ou link relacionado às produções/práticas da experiência

Tipo de anexo
Link

Localização e abrangência espacial

Qual é a abrangência territorial das ações desenvolvidas na experiência?
Estadual

Identificação do tipo experiência

Selecione o tipo de experiência
Outro
Qual outro?
Educação Popular em saúde

Resistências e ameaças

Algo ameaça esta experiência?
  • Agrotóxico
  • Disputa territorial ou dificuldade de acesso ao território
Há conflito(s) ambiental(is) no(s) território(s) onde essa experiência acontece?
Sim

Identificação

O describa es el nombre de la organización que registra la experiencia
MST - Movimento dos Trabalhadores Sem Terra - setor de saúde