Polifeira do Agricultor da UFSM

VOLTAR


A  Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) implantou um projeto de extensão de  uma feira livre – Polifeira do Agricultor – visando recapturar a capacidade dos  agricultores de entenderem e intervirem sobre a produção de alimentos, numa  perspectiva de valorizar o conhecimento tradicional, os ciclos biológicos, e ao  mesmo tempo de promover a transparência de informações para os consumidores. A  metodologia do projeto prevê ações orientadoras e educativas por meio de  acompanhamento contínuo dos sistemas de produção e do espaço de comercialização. A universidade atua como facilitadora.

A  Polifeira do Agricultor foi inaugurada em 24 de abril de 2017 com o objetivo de  reconstituir as bases para uma alimentação com o conceito de saudável, não  dependente de insumos convencionais, em que os alimentos pudessem ser  produzidos pelas próprias famílias de agricultores e em condições mais próximas  das naturais. A equipe de trabalho é multidisciplinar, constituída por um  coordenador, um assessor técnico, quatro bolsistas e um comitê de apoio, os  quais oferecem acompanhamento contínuo para os agricultores. Esses apoiadores  incluem docentes, servidores e alunos da UFSM, a Prefeitura Municipal de Santa  Maria e o Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar. Ao todo são 20  tendas, formadas por 18 famílias de agricultores familiares, uma cooperativa da  agricultura familiar e um grupo de famílias de um assentamento de reforma  agrária, que comercializam por meio de duas edições semanais. 

Os feirantes são  dos municípios de Santa Maria, Dilermando de Aguiar, Itaara, Ivorá, São João do  Polêsine e São Gabriel. Suas características refletem as particularidades da  maioria dos agricultores familiares da região, como uma reduzida força de  trabalho, envelhecimento rural, produção em pequenas quantidades, modo de produção convencional, sem assistência técnica ou com assistência pontual e  pouca vinculação às políticas públicas. Apenas dois feirantes comercializam  produtos de origem animal, sendo um com oferta de derivados de leite e outro de derivados cárneos, ambos inscritos no Serviço de Inspeção Municipal (SIM) do  município. Temos um Regulamento de participação na Polifeira, no qual estão  prescritos tanto os incentivos como os controles do que pode ou não ser realizado. A feira segue sua atividade durante a pandemia, com uma série de cuidados.
Ano de publicação
2020
Última atualização
29/03/2021
Mapeamento
Experiências em Comida de Verdade
Abrangência
Regional: mais de 2 municípios/estados: São Gabriel (RS), Jari (RS), São João do Polêsine (RS), São Martinho da Serra (RS), Dilermando de Aguiar (RS), Dona Francisca (RS), Itaara (RS)
Sites
Organização de referência
Colégio Politécnico da UFSM
Áreas Temáticas