ANÁLISE DE VARIEDADES CRIOULAS DE ARROZ (Oriza sativa L.) EM COMUNIDADES TRADICIONAIS NO ESTADO DO MARANHÃO

VOLTAR

Esta pesquisa analisou sementes crioulas de arroz (Oriza sativa L.) em três municípios do Estado do Maranhão através de parâmetros morfológicos, a fim de contribuir para sua descrição e diferenciação, contribuindo para a conservação e continuidade de seu uso pelos agricultores familiares. Foi analisado o peso para cem gramas de sementes, comprimento, largura e espessura das sementes em laboratório e posterior análises estatísticas através do teste de Tukey a 5%. Ao total foram coletadas 13 variedades de sementes de arroz crioulo nos três municípios distribuídos em oito comunidades tradicionais. O principal sistema de plantio utilizado é a roça no toco, com frequente entrada de cultivares comerciais. Para o peso das sementes observou-se que as variedades com ciclo mais curto possuem maior peso em gramas. Quanto ao comprimento, largura e espessura houveram diferenças significativas entre diversas variedades, sendo a variedade Ligeiro, do povoado Três Antas, Cachoeira Grande – MA a maior média encontrada. Assim, conclui-se que estes descritores podem ser utilizados como ferramentas para demonstrar a eficiência das sementes crioulas diante de cultivares comerciais, podendo contribuir para a conservação e manutenção das sementes crioulas, assim como, da agrobiodiversidade de comunidades tradicionais. PALAVRAS-CHAVE: agrobiodiversidade, conservação, sustentabilidade

Anexos