Barraca dos Quintais Produtivos da Colônia

VOLTAR


Tudo começou com D.  Rita que já  produzia  e  comercializava  os  produtos  de  uma  horta  de  300m2  em  seu  quintal  na  Colonia  Juliano  Moreira,  mas  em  2012 a  Prefeitura  a  obrigou  a  sair  da  casa  e  sua horta  foi  destruída.    Neste  mesmo  ano,  ela começou  a  trabalhar  com  equipe  da  Fiocruz Mata  Atlântica  no  projeto  Quintais  Produtivos,  participando  de  reuniões,  fazendo  levantamento  nos  quintais,  ensinando  técnicas  de produção  e  comercialização,  para  que  os quintais  não  mais  acumulassem  lixo  e  produzissem  mais  saúde.    D.  Aldacir  procurou D.  Rita  para  ajudar  a  fazer  uma  horta  no  terreno  em  frente  ao  seu  apartamento,  que  se ampliou  para  toda  a  frente  do  prédio.  Arrancaram  grama,  tiraram  pedras,  compraram terra  e  esterco  e  a  horta  começou  a  produzir, vendendo  no  local  e  na  Feira  da  Freguesia.
D. Fátima, com o apoio do projeto, começou uma pequena horta que vem se ampliando cada vez mais, com clientes que compram no local e também na Feira da Freguesia.   D. Sumaya também iniciou sua horta com o apoio do projeto e comercializa seus produtos em várias feiras.  Joana, Sandra e Carla possuem uma pequena horta que ainda está produzindo só para o autoconsumo da família. Elas  se reúnem mensalmente com a equipe da Fiocruz Mata Atlântica e a AS-PTA, todos fazendo parte da Rede Carioca de Agricultura Urbana, que discute políticas sobre temas ligados à agricultura urbana, agroecologia, soberania e segurança alimentar e para a tomada de decisão coletivas sobre questões comuns.


Um destaque importante desse processo, diz respeito a concretização do ponto de comercialização, mais conhecido como barraca da Colônia. Em torno desse espaço que funciona uma vez por semana foi possível amadurecer muitos aspectos relacionados ao desenvolvimento da agricultura urbana na Colônia, mais principalmente a relação entre as mulheres, proporcionando o fortalecimento dos vínculos entre elas. Em relação a esse ponto que trata das relações, a parceria CFMA com a Capina foi de suma importância, como já mencionado anteriormente. A partir da formação de duas técnicas na formação de técnicos promovido pela Capina foi possível propor o estudo de viabilidade econômica e gestão democrática para as mulheres o que contribuiu para potencializar a discussão sobre problemas relacionados a gestão da barraca.  A barraca também serviu para dar visibilidade das agricultoras e seus produtos para os moradores do bairro e entorno. Verificamos ainda a  diminuição de custos com a eliminação de gastos com transporte para deslocamento para o ponto de comercialização e taxa de feiras que é cobrado em outros espaços. O que contribuiu para melhoria do retorno financeiro das agricultoras e da qualidade de vida por conta da barraca ser próximo às suas residências.

Anexos

Sujeitos

Você considera que a experiência tem uma atuação em Rede?
Sim
¿Con qué grupos se construye esta experiencia?
  • Extensionistas rurais/ técnicas/os
  • Profissionais de saúde
  • Gestoras/es públicos
  • Movimentos sociais
  • Organização não governamental (ONG)
  • Estudantes
  • Agricultoras/es familiares/camponeses
  • Educadoras/es
  • Agricultoras/es urbanas/os
  • Consumidoras/es
Sexo: indique los grupos que participan en esta experiencia
  • Masculino
  • Feminino
Se há um sexo com maior participação, indique
Feminino
Color o raza - indique lo(s) grupo(s) que participan de la experiencia
  • Branca
  • Parda
  • Preta
Se há uma cor ou raça com maior participação, indique
Preta
Faixa etária - indique o(s) grupo(s) que participa(m) dessa experiência
  • De 15 a 29 anos
  • De 30 a 60 anos
  • Acima de 60 anos
Se há uma faixa etária com maior participação, indique
De 30 a 60 anos

Redes em saúde e agroecologia

De que forma sua organização poderia colaborar na criação e/ou fortalecimento dessas redes?

Articulação com outras redes, instituição e grupos a partir das redes da qual fazemos parte. E através da disseminação de tecnologias sociais, fomento a práticas agroecológicas e elaboração de projetos para capitação de recursos .

Resistências e ameaças

Algo ameaça esta experiência?
  • Transgênico
  • Contaminação/poluição ambiental
  • Disputa territorial ou dificuldade de acesso ao território
  • Violência do Estado
  • Racismo
  • Violência de gênero (contra mulher, LGBTQIAP+fobia)
  • Violência geracional (contra crianças, adolescentes, idosos)
Há conflito(s) ambiental(is) no(s) território(s) onde essa experiência acontece?
Sim
Indique o(s) município(s) e respectiva(s) Unidade(s) Federativa(s) onde acontece o conflito
Rio de Janeiro
Grupo(s) social(is) atingido(s) pelo conflito ambiental
  • Agricultor(a) urbana/o
  • Moradores/as em periferias, ocupações ou favelas
  • Agricultor(a) familiar
Actividades generadoras del conflicto
  • Atuação de entidades governamentais
  • Atuação do Judiciário e/ou do Ministério Público
  • Construção civil
  • Especulação imobiliária
  • Sobreposição com áreas protegidas (Unidades de Conservação)
  • Mineração, garimpos e siderurgia
Impactos Socio-ambientales de las actividades
  • Alteração no ciclo reprodutivo da fauna
  • Desmatamento
  • Falta/irregularidade na demarcação de território tradicional
  • Falta de saneamento básico
  • Incêndios e/ou queimadas
  • Invasão/dano a área protegida ou unidade de conservação
  • Poluição do solo
  • Poluição atmosférica
  • Poluição de recurso hídrico
  • Poluição sonora
  • Urbanização desordenada
Possíveis danos à saúde decorrentes da atividade e/ou do conflito
  • Doenças respiratórias
  • Falta de atendimento médico
  • Piora na qualidade de vida
  • Violência - assassinato
  • Suicídio
  • Violência - lesão corporal
  • Violência psicológica/assédio
  • Violência sexual/abuso
A experiência aqui cadastrada está envolvida nesse(s) conflito(s) ambiental(is)?
Sim, a experiência contribui para o enfrentamento do conflito

Estratégias de Comunicação e Anexos

Que tipo(s) de ferramenta(s) utiliza para divulgar a experiência e se comunicar com os envolvidos?
  • E-mail
  • Facebook/Messenger
  • Instagram
  • Whatsapp/Telegram

Arquivo e/ou link relacionado às produções/práticas da experiência

Tipo de anexo
Vídeo
Tipo de anexo
Link
Tipo de anexo
Imagem
Tipo de anexo
Documento (PDF, Word, Excel, etc)

Duração da experiência

1 Impacto da Pandemia da Covid-19

Essa é uma experiência criada em resposta aos efeitos da crise sanitária decorrente da pandemia do Coronavírus (Covid-19)?
Em parte, a experiência já acontecia mas houve ajustes devido à pandemia

Práticas em saúde e agroecologia

Práticas Agroalimentares (produção/beneficiamento/consumo)
  • Feiras agroecológicas
  • Plantas alimentícias não convencionais (PANCs)
  • Quintais sócio-produtivos (horticultura, pomar, etc.)
  • Casa ou guardiães/ões de sementes
Prácticas Integradas y complementarias en Salud
Plantas medicinais e fitoterapia
Práticas Populares e Tradicionais de Cuidado em Saúde ou Saúde Popular
Remédios caseiros a partir de plantas medicinais
Otras prácticas no especificadas en las opciones anteriores
Eventos Agroecológicos
Esta práctica es considerada una tecnología social por los protagonistas de la experiência?
Sim
O que estimula a adoção dessa(s) prática(s)?
  • Ancestralidade/trajetória de vida/memória afetiva
  • Curso de capacitação e treinamento
  • Intercâmbio/vivência
  • Participação em redes de aprendizados e conhecimentos
  • Rodas de conversa e oficinas
  • Outro
Qual outro estímulo à adoção desta prática?
Independência Financeira

Políticas públicas

Caso a experiência tenha acessado uma ou mais políticas públicas brasileiras, indique
Nenhuma

Localização e abrangência espacial

Esta experiência está sendo cadastrada pelo celular (via aplicativo ODK Collect)?
Não
Qual é a abrangência territorial das ações desenvolvidas na experiência?
Regional intermunicipal

Identificação do tipo experiência

Esta experiência é/foi realizada no Brasil?
Sim
Selecione o tipo de experiência
Comercialização
Tipos de productos comercializados
  • Tempero
  • Plantas medicinais ou outro produto terapêutico (pomada, óleo, unguento, etc)
  • Outro
  • Alimento in natura
  • Alimento beneficiado (polpa, doce, geléia, etc)
Qual outro?
Mudas
Cómo comercializa el/los producto(s)
  • Cestas agroecológicas
  • Feira