Experiência: SISTEMA DE AGROFLORESTA EM PLENA PRODUÇÃO, GERANDO RENDA E QUALIDADE DE VIDA E GARANTINDO A PRESERVAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS ATRAVÉS DA NA AGRICULTURA FAMILIAR PRATICADA NA COMUNIDADE NOVA ESPERANÇA NO MUNICÍPIO DE VALENÇA, BAHIA, BRASIL
Chamada : SISTEMA DE AGROFLORESTA EM PLENA PRODUÇÃO, GERANDO RENDA E QUALIDADE DE VIDA E GARANTINDO A PRESERVAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS ATRAVÉS DA NA AGRICULTURA FAMILIAR PRATICADA NA COMUNIDADE NOVA ESPERANÇA NO MUNICÍPIO DE VALENÇA, BAHIA, BRASIL

Ano Publicação: 2016
   
Manoel da Paixão Quinto de Jesus, 58 anos, agricultor familiar residente no Sítio Deus Dará, localizado na Comunidade Nova Esperança, Povoado de Quebra Machado, município de Valença-BA. Sua experiência inicia neste Sítio há aproximadamente 25 anos juntamente com a família, na época as condições financeiras e de vivência não eram favoráveis, mas ao longo dos anos a situação teve uma mudança significativa e “a vida na roça pode ser mais prazerosa” conta o Sr. Manoel.
Por se tratar de uma região de Mata Atlântica, ter chuvas bem distribuídas durante todo o ano, tudo o que se planta rende bons frutos, porém para realizar seus plantios, Sr. Manuel assim como os demais da comunidade realizou a derrubada da mata para estabelecer seus cultivos, “no início era só mandioca” diz o agricultor, com o cultivo sucessivo percebeu que o solo estava ficando pobre ao longo dos anos, necessitando colocar certa quantidade adubo na plantação para manter a produção, nesse caso, fertilizantes sintéticos comprados nas casas comerciais na sede no município, o que tornava mais caro pra produzir, não demorou muito chegar à conclusão que a conta não fechava.
Desta forma, não restava outra saída à família, a não ser buscar uma forma que não dependesse dos adubos químicos e os herbicidas que já estava também sendo aplicados na propriedade. Onde “ao invés de ajudar só piorava a situação” conta Sr. Manuel. Partindo disso e do exemplo da roça do vizinho, começou a introduzir mais cultura na mesma área, sendo que já havia plantado anteriormente o craveiro e também a cultura do coco, estes já serviam de sombra para a cultura do cacau que é exigente em sombreamento, e não ficou só por aí, plantou-se também urucum, laranja, guaraná, pimenta do reino, entre outras, formando um verdadeiro SAF – Sistema agroflorestal, chamado carinhosamente de “salada de fruta” por D. Edeide (Esposa de Sr. Manuel).
A partir de então, a área de cerca de 5 ha iniciou-se um processo de transformação, pouco a pouco a cobertura do solo foi se reconstituindo resultando numa vegetação parecida com a floresta natural, o adubo orgânico produzido na propriedade através de cascas proveniente da raspagem de mandioca, restos de arvores, palhada de urucum e esterco em alguns vezes comprados de fora da propriedade forma um composto orgânico que dá mais vida as plantas, além disso a cultura do cacau mais que as outras cultura tem algo interessante, que é o “bate folha” que nada mais é que o deposito de folhagem no solo produzindo uma espécie de serapilheira formando uma camada espessa impedindo e/ou reduzindo aparecimento de plantas espontâneas, e ainda quando decomposta serve para nutrir as plantas.
Além da área de SAF equivalente a 3 ha, existe também um restante que compreende aproximadamente 2 ha que constitui as nascentes e áreas de encosta, embora fora desmatada para dá lugar a pastejo de animal, hoje já tomada quase que sua totalidade de vegetação nativa original. Desta forma, se tornou a área de proteção ambiental, evitando erosão e preservando os recursos hídrico, comprovado na fala do Agricultor Familiar Sr. Manoel de Jesus “aqui temos água de inverno a verão, o ano todo, nunca falta água”.
Tem começado um Trabalho de ATER realizado pela Unissol (Ong que atende pela chamada de ATER no município), porém não há resultados até o momento por conta do trabalho ainda está sendo iniciado. Entretanto a Secretária de Agricultura realiza algumas ações timidamente.
Autor(es):

Núcleo de Estudo em Agroecologia - Nea-Trilhas

Relator(es):

Amia Carina Spineli

Anexos
  frm_exp_geral_ex_anexos_0_140 ()
  frm_exp_geral_ex_anexos_1_140 ()

Áreas Temáticas
 Manejo de Recursos Hídricos
 Sistemas Agroflorestais e Agroextrativismo
 Desenvolvimento Rural
 Crédito
 Desenvolvimento Local

Áreas Geográficas
 Valença