Evento do inhame

Encontro de 55 agricultores para trocar experiências sobre o cultivo do inhame, realizado em 2001. Foram apresentadas técnicas alternativas de capação, consórcio com feijão e com outras culturas do roçado, rotação de culturas, armazenamento e controle de pragas. A capação é a técnica de se produzir mais sementes de inhame: deve-se, no momento da colheita, cavar bem o batume; corta-se o inhame deixando um pedaço de terra ligado à rama;abre-se bem ao redor da batata para que todos os inhames sejam arrancados com cuidado. Cobre-se o batume com terra. após 90 dias, se a terra ainda estiver molhada, colhe-se a mama para plantar. Já a consorciação do inhame é feita com o feijão e resto da roça; deve ser feita a rotação de culturas para não esgotar o solo. Outra experiência mostra duas formas de armazenar as sementes de inhame: empilhar todos os carás de olho para cima e cobrir com areia lavada; dessa forma a rama não cresce muito. Se crescer, deve cortar para plantar. Pode empilhar mais de um quilo. Outrs forma de guardar é deixar a semente no roçado, dentro da cova. Na hora de plantar, retirar e cavar as covas e plantar novamente. São recomendados alguns métodos para controlar a “casca preta” e o “inhame cabeludo”: mudar o local de plantio do inhame a cada dois anos; não plantar semente contaminada; plantar crotalária, mamona ou carrapateira e cravo de defunto em consórcio com o inhame para afugentar os vermes; usar apenas produtos naturais.

Experiência
Evento do inhame
Chamada
Técnicas alternativas utilizadas no cultivo do inhame
Ano de publicação
2000
Última atualização
17/04/2018
Autor/a
Relator/a
Anexo
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.