Produção orgânica de cebola com agricultores familiares

Objetivou-se desenvolver de maneira participativa um sistema de produção orgânica de cebola junto a agricultores familiares da região do Alto Vale do Itajaí, SC. Instalou-se duas unidades de produção em duas propriedades rurais, sendo uma unidade em uma propriedade no município de Aurora e outra em Rio do Sul, SC. O trabalho foi conduzido nos anos de 2004, 2005 e 2006. Os técnicos envolvidos atuavam com apoio técnico e assessoria, de modo que o saber do agricultor era respeitado para que o sistema se desenvolvesse numa forma de geração de conhecimento horizontal, onde há interação e colaboração entre os sujeitos envolvidos. A produtividade de cebola variou de 11 até 15 t/ha, similares a média regional de agricultor familiar até 2 ha (15 t/ha), com baixo uso de insumos externos em relação aos sistemas com alto uso de agroquímicos. O custo da cebola orgânica foi menor com insumos externos, mas demanda mais mão-de-obra com capinas manuais. Embora a produtividade não tenha sido máxima, a produção orgânica utiliza menos insumos externos à propriedade, com redução de impactos na saúde humana, meio ambiente e custos financeiros. Os agricultores comercializaram a cebola no mercado local e em São Paulo, e foram certificados pelo método de auditagem e estão em processo de certificação participativa. Os agricultores apontam como maiores entraves do sistema a baixa disponibilidade de mão-de-obra na propriedade, a necessidade de certificação e a organização da comercialização em grupos. O trabalho facilitou a interação entre o serviço público agrícola, os agricultores familiares envolvidos nas unidades e dos grupos de que participam.

Experiência
Produção orgânica de cebola com agricultores familiares
Ano de publicação
2000
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Área Temática
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.