Armazenamento de forragem

Em 1998, Chico Caxias tinha quatro cabeças de gado e uma roça de macaxeira. Foi quando uma seca atingiu a região fazendo com que ele vendesse parte de seus animais e comprasse resíduo de algodão para alimentar os animais que restaram. No entanto, todos os animais foram sendo vendidos até restar somente a roça. Em 1999, uma chuva muito forte inundou o roçado e toda a produção foi perdida. A partir de então, ele cultiva plantas como a gliricidia, o guandu e a brachiaria para alimentar seus novos animais. Essas plantas são armazenadas em silos tambores, feitos por ele mesmo. Diz que é prático e que não requer muita mão-de-obra para enchê-lo, além de facilitar no manejo dos animais. A palha de feijão e as manivas da macaxeira são guardadas em casa. No ano de 2000, a família aumentou sua produção de ração, passando de 340 para 540 quilos. Ele pretende futuramente criar apenas garrotes, pois consomem menos água e ração.

Experiência
Armazenamento de forragem
Chamada
Cultivo e o armazenamento de plantas forrageiras.
Ano de publicação
2000
Última atualização
04/11/2019
Autoras/es
Relator/a
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
  • Daniel Blackburn 11/11/2005 às 00h00

    O anexo não abre