Caprinocultura gerando renda

Dezoito famílias da comunidade de Capim, em Sertânea-PE, propuseram um Criatório de Caprinos, a partir da necessidade que sentiram de realizarem uma atividade coletiva de produção que gerasse renda e complementasse a alimentação. A criação e manejo dos animais ocorrem em consórcios silvi-agrícolas baseados na agroecologia. São cinco apriscos de chão batido, construídos com madeira local. A área total de cada aprisco varia de 100 a 120 m², tendo a parte coberta cerca de 60 m², com quatro divisórias internas para o manejo dos animais. Todos os equipamentos pertencem à associação de moradores. A alimentação dos animais é diversificada, sendo a maior parte do que é consumida composta por vegetação nativa. Entre as práticas agroecológicas adotadas se destacam: implantação de áreas agroflorestais com ênfase para o plantio de forrageiras, manejo da vegetação nativa e aproveitamento da biomassa forrageira. O objetivo é ter quantidade e qualidade o ano todo.

Experiência
Caprinocultura gerando renda
Chamada
Comunidade se organiza para criar caprinos
Ano de publicação
2003
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.