Agrofloresta: solo recuperado e produção diversificada

Pedro Custódio da Silva é agricultor e mora em uma propriedade de 2,5 hectares na comunidade do Feijão II, em Bom Jardim-PE. Um hectare é destinado para agrofloresta, trabalho que começou em 1994 em uma ladeira abandonada cujo solo estava esgotado devido aos anos de plantio de cará, inhame, macaxeira e mandioca. Para recuperar a área foram plantados feijão guandu, sombreiro, capim elefante, leucena, papoula, banana, mamão, milho e árvores nativas. Pedro promove a divulgação do sistema agroflorestal entre os agricultores que ainda produzem de maneira convencional. É o secretário de beneficiamento e comercialização da Agroflor. No Espaço Agroecológico do Recife ele comercializa banana, coco, acerola, batata-doce, inhame, macaxeira, caju, manga, laranja, limão, tomate, maracujá, graviola, cajá, goiaba, carambola, ingá, mel e castanha torrada, tudo produzido na agrofloresta.

Experiência
Agrofloresta: solo recuperado e produção diversificada
Chamada
Recuperação de área para implementação de agrofloresta
Ano de publicação
2003
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.