Agricultura agroflorestal no semi-árido

João, Maria e a família moram na comunidade Cipó, município de Flores, sertão de Pernambuco. Após participar de cursos de formação e visitas de intercâmbio, seu João se interessou por agrofloresta e resolveu implementar uma em sua propriedade. Em 2003, levantou informações e fez um desenho prévio da área da agrofloresta. A próxima etapa foi implantar a área, de acordo com o calendário de chuvas na região, entre março e maio de 2004. Com o apoio do Centro Sabiá a família conseguiu as primeiras mudas de espécies nativas (sabiá, angico e pau-ferro), adubadeiras (feijão-de-porco, crotalária, guandu), forrageiras (leucena, gliricídia, girassol) e frutíferas (manga, goiaba, acerola, graviola, pinha, pitanga, umbu e caju), com o compromisso de repassar no futuro mudas para outras famílias da comunidade, para multiplicação da agrofloresta. Inicialmente foi difícil implantar o sistema agroflorestal, pois a área de 0,5 hectares é de sequeiro, com cascalho na superfície e declinosa. A vegetação nativa era rala e baixa, e foram priorizadadas espécies nativas importantes para o sistema agroflorestal, como melífera, madereira, forrageira e adubadeiras. O passo seguinte foi fazer a demarcação e o coveamento. As fileiras foram direcionadas no sentido leste-oeste para melhor aproveitar a luz solar. E depois plantaram as culturas anuais como milho, feijão, abóbora e outras. Devido às condições do solo foi preciso colocar adubo bovino. As mudas foram distribuídas de maneira alternada, em espécies de copas grandes e menores, para que não houvesse sombreamento excessivo nem aumento da população de insetos espontâneos. Em 2004, durante a estiagem (de agosto a dezembro), toda a família trabalhou em conjunto para, com baldes e galões, manter o bom funcionamento da agrofloresta. Em dois anos, o sistema começou a apresentar resultados, com as fruteiras produzindo e a vegetação nativa desenvolvendo. Hoje estamos colhendo os frutos que plantamos, conta feliz dona Maria, ressaltando as possiblidades da agrofloresta no semi-árido.

Experiência
Agricultura agroflorestal no semi-árido
Chamada
Implantação de agrofloresta no sertão
Ano de publicação
2003
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.