Criação animal: a experiência de dona Damiana e seu Chapéu

Dona Damiana e seu José, mais conhecido como seu Chapéu, moram no sítio Grota Funda, em Lagoa Seca, na Paraíba. Lá eles criam de tudo: gado, porco, galinha, ganso, bode, ovelha, éguas e outros animais. Seu Chapéu acorda cedo todos os dias, lava o chiqueiro e sai em busca de lavagem na cidade. No período de festa junina seu Chapéu trabalha em uma casa de pamonha, e aproveita o resto do milho para dar de comer aos animais. A lavagem, os restos de comida e as massas servem de alimento para as aves, enquanto o gado e os caprinos aproveitam a maniva, a bananeira e a capineira plantadas. O casal gosta de criar gansos, que são ótimos vigias e podem ser vendidos para granjas por 50 reais o casal, sendo que da raça sinaleiro pode chegar a 100 reais. As gansas botam de 6 a 8 ovos que levam cerca de um mês para nascer, e dona Damiana diz que não se pode tocar nos ovos, devem ficar como estão. Quando nascem os filhotes, separam os bichinhos da gansa mãe e nesse momento passam a alimentá-los, até eles ficarem mais durinhos.

Experiência
Criação animal: a experiência de dona Damiana e seu Chapéu
Chamada
Criação de animais no agreste paraibano
Ano de publicação
2006
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relatoras/es
Anexo
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.