Banco de Sementes comunitário Três Irmãos

O Banco de Sementes do Assentamento Três Irmãos foi formado em 1992, sendo um dos mais antigos da região. Através de um projeto elaborado pela Associação do assentamento em parceria com a CPT de Cajazeiras, financiado pela Cáritas Brasileira, foi possível investir na compra de silos, de animais e de sementes. Foi acordado entre os associados que o pagamento de empréstimos de sementes deveria contar com o acréscimo de 20% do peso inicial, o que contribuiu para o aumento do estoque do banco. Mais expressiva foi a contribuição dada pelo mutirão realizado pelos agricultores associados para o cultivo comunitário em um campo de produção de sementes de milho, de forma que 60% era destinado ao banco e o restante dividido entre os agricultores. As sementes utilizadas são de milho, feijão, arroz e algodão, que são selecionadas através de experimentações feitas pelos próprios agricultores. Com a seca, o banco enfraqueceu e as sementes perderam a qualidade, pois deixaram de ser selecionadas. Agora, os agricultores não querem mais plantar as sementes distribuídas pelo governo, pois são de baixa qualidade. Preferem plantar feijões Canapu, Galanjão, roxo e verde. O banco tem tamém semente de algodão. Para armazenar as sementes, estas são colocadas no sol para ficarem bem secas. Após isso, são guardadas em garrafas de vidro ou plático e vedadas com cera de arapuá.

Experiência
Banco de Sementes comunitário Três Irmãos
Chamada
Banco de sementes comunitário Três Irmãos
Ano de publicação
2000
Última atualização
04/11/2019
Autor/a
Relator/a
Anexo
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.