Ervanário São Francisco de Assis

Aparecida Ana de Arruda Vieira, a Tantinha, é raizeira, Fernando Luis é benzedor. Ele é polícial militar reformado, ela era costureira. Há 12 anos o casal se dedica ao Ervanário São Francisco de Assis, onde trabalham com medicina popular e alimentação natural. Desde 2004 participam da Articulação Metropolitana de Agricultura Urbana, espaço de trocas e lutas. O grupo que deu origem ao Ervanário foi o SEMEAR. Fundado em 1994 por um padre Franciscano que ofertava cursos sobre cuidados com a saúde na paróquia da Igreja do bairro Alto Vera Cruz, onde o publico alvo eram moradores da comunidade. Inicialmente Fernando foi resistente á participação de Tantinha nos cursos e por algumas vezes até dificultou sua presença. Ao se indagar com as mudanças na saúde da sua família Fernando começa a rever seus conceitos e fazer os cursos com o padre Franciscano. Durante este tempo recebe o dom da benzeção, unindo suas forças com Tantinha ajudando a comunidade local. Em 2001 o padre morre e o grupo formado por ele se enfraquece, permanecendo os encontros para os trabalhos por mais dois anos. Em 2003 Tantinha e Fernando fundam no quintal de sua casa no bairro Alto Vera Cruz o Ervanário São Francisco de Assis, em homenagem ao padre da ordem Franciscana que tanto ajudou a família. No local foram plantados mais de 70 especies de plantas medicinais tais quais: Alecrim, Saião, Guaco e extrativismo consciente do Barbatimão, Pacari, Laranjinha em uma mata próxima a casa. O casal continuou se especializando,ofertando cursos á comunidade, trabalhando com troca de saberes, articulação PACARI- ajudando a formular a Farmacopeia popular do Cerrado, que se trata de um manual de boas práticas para fabricação de remédios caseiros e integraram a comissão da AMAU- Articulação Metropolitana de Agricultura Urbana em 2004. Como o local onde faziam extrativismo era área particular e Tantinha e Fernando preocupados com a continuidade dos trabalhos, conseguem comprar uma chácara em Sabará, transferindo as atividades para o local. Atualmente em Sabará Tantinha e Fernando recebem visitas agendadas, ofertam cursos na área de medicina popular. O Ervanário São Francisco é uma experiência agroecológica no módulo produção em quintais e extrativismo de cunho familiar. Deu-se inicio ás atividades em 1994, tendo como objetivo trabalhar a medicina popular através do processamento de plantas medicinais, formando as pequenas “farmacinhas” caseiras com produtos de baixo custo, ou muitas vezes até de graça, melhorando a saúde das pessoas que consumiam os preparados. O inicio das atividades do Ervanário se deu em um quintal no bairro Alto Vera Cruz, região leste de Belo Horizonte, em uma área de aproximadamente 60m² onde Tantinha e Fernando cultivava plantas medicinais e para incrementar suas receitas praticavam o extrativismo na mata da baleia. Atualmente as atividades do Ervanário foram transferidas para uma chácara adquirida pela família localizado na rua Ipê Amarelo, cidade de Sabará na região metropolitana de Belo Horizonte. Inicialmente Tantinha e Fernando produziam farinha enriquecida para atender uma demanda local da pastoral da criança. No segundo momento produziam xarope de umbigo de banana sendo usado pelas crianças que apresentavam problemas respiratórios (incluindo seu filho mais velho), aliás foi o problema de saúde de seu filho que deu força a Tantinha para desenvolver suas habilidades para medicina popular. Através do sucesso dos primeiros produtos, vivências, trocas de saberes e de cursos de aperfeiçoamento o Ervanário atualmente diversificou sua produção. Tantinha e Fernando produzem cosméticos naturais tais quais: sabonetes em barras e líquidos, sabonetes íntimos, condicionadores, shampoos, cremes, pomadas, géis, sais, garrafadas, xaropes além de produtos alimentícios integrais como pães, patês, bolos e deliciosos sucos como: Fanta natural , suco de cará com limão, limão com erva cidreira, etc. A produção é feita no Ervanário em Sabará e comercializada na Feira Terra Viva e na casa da família no Alto Vera Cruz onde seus filhos mais velhos ainda moram, com um preço justo nos moldes da economia solidária. Além disso, Tantinha oferta cursos por todo território nacional e Fernando auxilia nos afazeres domésticos e produção de alimentos, além da manutenção da chácara onde fica o Ervanário. Seus clientes são os mais diversos sendo o principal marketing a propaganda boca a boca. Toda a produção é transportada por Tantinha e Fernando em carro próprio, levam uma etiqueta própria da marca que ajudam os clientes identificarem os produtos de qualidade oferecidos pelo Ervanário São Francisco. O primeiro desafio foi conseguir aceitação de Fernando das atividades, depois a morte de padre e atualmente há problemas burocráticos com a vigilância sanitária que impões seu modo de produção aos raizeiros, desencorajando as pessoas que detêm o conhecimento de uso tradicional das medicinais refletindo em falta de investimento do poder publico quanto ao direito constudinário(produção por costumes). Mesmo com todos os desafios, o casal diz que a demanda por seus produtos é tão boa que eles não dão conta das encomendas. “A demanda é sempre maior do que agente consegue dar conta”. Para resolver este contratempo eles pretendem recrutar voluntários que desejam aprender as práticas e algumas vezes no mês oferecer cursos, onde repassaram os saberes e obtém em contra partida ajuda na produção. Com a ascensão dos produtos do Ervanário no mercado da feira, Tantinha e Fernando começam a trabalhar mais juntos, melhorando até as relações familiares. O casal mudou-se com o filho mais novo para Sabará e tiveram sua rotina modificada, pois para comercializar os produtos precisam deslocar-se por cerca 40 minutos, sendo que neste percurso há 3 km e estrada de terra , necessitando sair de sua casa as 7:30 horas para comercializar seus produtos na feira Terra Viva. Além disso abriram mais uma vez as portas de sua casa, porém agora com um local específico para oferecer cursos de formação prática em medicina popular.

Experiência
Ervanário São Francisco de Assis
Chamada
Ervanário São Francisco de Assis
Ano de publicação
2016
Última atualização
28/05/2018
Autoras/es
Relator/a
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.