A faxina de plantas medicinais da família de Irene e José Pedro

Experimentações realizadas por Irene e José Pedro em uma área de cultivo de plantas medicinais e ornamentais, ou faxina como é chamada no Curimataú de Solânea. O objetivo é oferecer sombra e água para as mudas ali produzidas. Para o sombreamento das mudas eles utilizaram pendões de agave amarrados, sempre com espaços entre um e outro. Com a mesma matéria-prima, construíram um balcão embaixo da latada (caramanchão) para acondicionar as mudas. Ao regar essas mudas, a água escorre e molha também as plantas que ficam embaixo do balcão. A água dos banhos, lavagem das louças e das mãos e pés, misturada com um pouco de água limpa, também é reaproveitada para molhar a latada. Para manter a umidade, colocam bagaço de coco nos pés das plantas. Não são todas as plantas que podem ser aguadas dessa forma, aquelas usadas para fazer chá devem ser molhadas sempre com água limpa. A motivação para cultivar plantas medicinais, além de ser tradição familiar, foi impulsionada pelo trabalho da Catequese Familiar de Solânea, que promove encontros de formação e convivência com a natureza e uso de plantas medicinais, envolvendo as comunidades atendidas pela paróquia.

Experiência
A faxina de plantas medicinais da família de Irene e José Pedro
Chamada
Cultivo de plantas medicinais e ornamentais e uso de água servida.
Ano de publicação
2003
Última atualização
04/11/2019
Autoras/es
Relator/a
Anexo
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
  • Adriana 02/08/2005 às 00h00

    Achei muito interessante a criação da latada de pendão de agave. A partir da observação sobre a maior conservação das plantas nas áreas sombreadas, a família foi capaz de bem aproveitar os recursos locais para ampliar o sombreamento.

  • Adriana 02/08/2005 às 00h00

    Dona Irene arrumou uma excelente forma de otimizar o uso da água em sua casa. Essa experiência já se multiplicou por todo Agreste da Paraíba.

  • Adriana 04/08/2005 às 00h00

    Achei brilhante a idéia de dona Irene construir uma latada de pendões de agave, otimizando o uso dos recursos locais para o aumento da área sombreada. O uso da água servida também é uma idéia que merece ser experimentada em outros locais.

  • Marcelino Lima 21/08/2005 às 00h00

    Dona Irene é uma autêntica agricultora experimentadora. Várias experiências existem em seu quintal uma das mais brilhantes é a reutilização de água de rega que ela faz com técnicas simples.