Ação Coletiva Comida de Verdade: aprendizagem em tempos de pandemia

Ação Coletiva Comida de Verdade: aprendizagem em tempos de pandemia é uma iniciativa de abrangência nacional conduzida por uma articulação de 13 organizações comprometidas com a promoção da soberania e da segurança alimentar e nutricional.

A iniciativa foi motivada pelo acirramento, pela pandemia de Covid-19, do contexto sócio econômico identificado no quadro sanitário, na fragilização dos canais de distribuição e de acesso aos alimentos, no aumento da vulnerabilidade de agricultores familiares e comunidades tradicionais, bem como na tendência de piora na alimentação com o aumento no consumo de produtos não saudáveis.

É nesse sentido que a Ação Coletiva Comida de Verdade se mobiliza com o objetivo de mapear, identificar e compreender como as experiências em curso contribuem para a construção e o fortalecimento de sistemas agroalimentares equitativos e sustentáveis.

O que são “Experiências em Comida de Verdade”?

As Experiências em Comida de Verdade são ações de abastecimento agroalimentar, de resiliência e solidariedade que foram adaptadas ou criadas frente à pandemia da Covid-19. São iniciativas protagonizadas por movimentos sociais do campo e da cidade, organizações populares e diversos coletivos (formais e informais) que têm garantido que a comida de verdade chegue a população, contribuindo para a promoção da soberania e segurança alimentar e nutricional e a materialização do Direito Humano à Alimentação Adequada.

Ação Coletiva buscou mapear, por exemplo, feiras da agricultura familiar, cooperativas de agricultores e/ou consumidores, coletivos de consumo organizado (células, redes, Comunidades que Sustentam a Agricultura – CSA), sistemas de entrega domiciliar mobilizados pela agricultura familiar ou com um intermediário (sejam pessoas ou organizações), hortas urbanas, campanhas de doação de alimentos para população em vulnerabilidade, dinâmicas de troca de alimentos entre comunidades, dinâmicas de abastecimento alimentar ou demais experiências protagonizadas por organizações, redes e movimentos da sociedade civil.

Os dados coletados pelo mapeamento nos diferentes territórios contribuíram para a observação e compreensão das estratégias adotadas pelos diferentes atores que compõem o sistema agroalimentar, servindo de inspiração para outras experiências e fornecendo subsídios para que o Estado e diferentes organizações possam atuar de forma mais efetiva, seja no contexto da pandemia ou para lidar futuramente com situações similares. Além disso, orientaram estudos acadêmicos voltados à reflexão sobre os processos de transição e caminhos para o fortalecimento dos sistemas agroalimentares enraizados nos territórios, a serviço das necessidades da população.

Saiba mais em: https://acaocoletivacomidadeverdade.org

Resultados parciais

292

Fichas cadastradas*

*Este número representa somente o total de fichas com autorização para publicação.

292

Experiências mapeadas

Principais temas abordados

Alimento, 279

Alimento, Segurança e Soberania Alimentar

Economia 142

Economia Solidária e outras economias

Educação 118

Educação e Construção do Conhecimento Agroecológico

Construção 116

Construção social de Mercados

Cooperativismo 113

Cooperativismo e outros arranjos comunitários

Campesinato, 94

Campesinato, Povos, Comunidades Tradicionais e outros modos de vida

Mulheres 76

Mulheres e Feminismos

Manejo 64

Manejo dos Agroecossistemas

Agricultura 64

Agricultura Urbana e Periurbana

Biodiversidade 64

Biodiversidade e Bens Comuns

Políticas 31

Políticas Públicas e fomento

Terra, 30

Terra, Território e Ancestralidade

Práticas 27

Práticas de Cuidado em Saúde e Medicina Tradicional

Resiliência 27

Resiliência Socioecológica e Mudanças Ambientais

Arte, 26

Arte, Cultura e Comunicação

Agrotóxicos 23

Agrotóxicos e Transgênicos

Juventudes 18

Juventudes

Outros 10

Outros

Águas 9

Águas e Saneamento

Impactos 1

Impactos das grandes obras, empreendimentos e outras violências