Experiência: AGROFLORESTA DE ADÃO
Chamada : 123

Ano Publicação: 2010
   
Adão de Jesus Oliveira começou a conhecer novas técnicas de tratar a terra e as plantas, ainda como estudante da Escola Rural Ouricuri.
Hoje com 30 anos ele trabalha com agricultura familiar agroflorestal e apicultura, na comunidade de Agrovila Nova Esperança, em Ouricuri, Pernambuco, onde reside com a esposa e os dois filhos.
Através da vivencia de unidades demonstrativas como a ONG CAATINGA que vem incentivando o trabalho de conscientização com agricultores e desenvolvendo trabalhos com Adão.
Em 2006 Adão começou sua agrofloresta que é a 1ª no semiárido do Araripe, o objetivo de adão é eliminar as queimadas e o desmatamento.
Em 2008 foi contemplado com o projeto p1 +2 que é 1 terra e 2 águas.
Adão diz que sua agrofloresta mudou muito depois da cisterna calçadão que agora tem água para seus animais e seu plantio.
Adão e sua família são conscientes do importante papel que exerce na preservação do meio ambiente e dão uma boa contribuição as questões climáticas: não queimam, não desmatam, não usam agrotóxicos e praticam o reflorestamento da caatinga.
A roça de Adão é bem diversificada, com milho, feijão, guandu, palma, fruteiro e hortaliças. Sua esposa, Fabiana, cria alguns animais de pequeno porte como galinhas de capoeira e ovelhas.
A alimentação dos animais também é assegurada pelo habito de estocar alimentos através da fenação e do silo forrageiro.
Isso faz com que a família não passe por dificuldade na época da seca com a utilização da agrofloresta, o agricultor consegue desenvolver um trabalho de referencia na comunidade, contribui pra a preservação e a renovação do bioma caatinga. Ele planta também outras espécies, como seriguela, cajarana e umbu.
Adão usa garrafas peti para seu manejo de irrigação por gotejamento.
Minha renda melhorou bastante. Quem vive nesta região tem que buscar uma alternativa. Com a agroecologia, a gente produz mais tranqüilo, afirma Adão, que também teve melhoras na alimentação, pois consome produtos diversificados e sadios, sem agrotóxicos.
A minha maior gratificação é saber que futuramente meus antecedentes não irão sofrer.
Vendo meus produtos tanto na vila como também na feira cada moe custa R$ 0,50, quando a cisterna não enche só produz para consumo da família mesmo porque não tem água suficiente. O objetivo da agrofloresta é consumir um produto saudável sem agrotóxico, a questão deste trabalho é manter a matéria orgânica no solo para melhorar o solo. Diz: Adão.








Autor(es):

EMBRAPA Semi-árido
CAATINGA - Centro de Asessoria e Apoio aos Trabalhadores e Instituições Não-Governamentais Alternativas

Relator(es):

djane silva oliveira

Anexos
  frm_exp_geral_ex_anexo ()
  frm_exp_geral_ex_anexo ()
  frm_exp_geral_ex_anexo ()
  frm_exp_geral_ex_anexo ()
  frm_exp_geral_ex_anexo ()

Áreas Temáticas
 Sistemas de Criação Animal
 Sistemas Agroflorestais e Agroextrativismo
 Sistemas de Produção Agrícola

Áreas Geográficas
 Ouricuri