Sistemas Integrados de Manejo do CEAPAC-Santarém-Pará

1. MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO. - produtos madeireiros e não-madeireiros (óleos, sementes, cipós, essências, etc.); - incorporação das técnicas de extração, beneficiamento/ transformação e reflorestamento; - gestão da produção e comercialização. 2. MELIPONICULTURA e APICULTURA. - integrada em sistemas de manejo / espécies florestais com florada adequada; - manejo sem necessidade de esforço físico; - produtos energéticos e ricos em vitaminas; - investimentos em beneficiamento e qualidade. Experiências como essas foram apoiadas na região do Lago Grande do Curuai e na RESEX Tapajós/Arapiuns (Anã, São José I). Os grupos já conduzem o processo por conta própria estabelecendo uma rotina de replicação das colméias, coleta e comercialização principalmente do mel. 3. PISCICULTURA. - oferta constante de alimento; - integração com outras experiências produtivas; - aproveitamento de produtos locais para ração; - geração de renda para as famílias; - mercado garantido. Experiências como essas foram apoiadas na RESEX Tapajós/Arapiuns (Anã, Maripá). Os grupos já conduzem o processo por conta própria estabelecendo uma rotina de manejo e renovação do plantel de peixes a cada período. 4. HORTICULTURA. - diversificação de produtos para alimento; - aproveitamento de materiais disponíveis na propriedade; - estimular novos hábitos alimentares; - produção orgânica; - geração de renda. Experiências como essas foram apoiadas na região do Lago Grande do Curuai com as famílias da turma de ensino fundamental da CFR. Manter essas experiências é grande desafio – necessita de irrigação. 5. MANEJO DE AÇAI: - Opção de renda para as famílias; - Alimento rico em vitaminas (açaí); - Proteção para as nascentes de água; - Revitalização para os igarapés; - Valorização para a propriedade; - Embelezamento da paisagem. Experiências desenvolvidas com famílias na região do Lago Grande do Curuai e na Resex Tapajós/Arapiuns – desde a produção de mudas e o manejo de açaizais nativos nas margens dos igarapés, com capacitação para o manejo. 6. ARTESANATO: - Manejo e aproveitamento dos recursos naturais; - resgate e valorização da cultura local; - Produtos diversificados – maiores oportunidades de geração de renda; - incorpora técnicas de design e marketing; - estimula o empreendedorismo, o associativismo e o cooperativismo. Experiências em desenvolvimento na região do Lago Grande do Curuai a partir de núcleos de produção artesanal em 11 comunidades; Principais matérias-primas utilizadas: argila, fibras de tucumã e curauá 7. SISTEMAS AGROFLORESTAIS: - Consórcio de culturas de ciclos diferentes; - Atende demandas de consumo e venda; - Produtos diversificados – maiores oportunidades de geração de renda; - incorpora os princípios de sustentabilidade; - contribui para a manutenção da cobertura florestal e para a recuperação de áreas degradas. Experiências em desenvolvimento na região do Lago Grande do Curuai e na Resex Tapajós/Arapiuns (São José 1 – com irrigação).

Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.