Transição agroecológica na propriedade de Laurita e Antônio.

Dona Laurita e Seu Antônio são moradores da comunidade de Vargem Grande,município de Divino.A terra onde moram foi herdada de seu pai. Em 1992, Seu Antônio tomou financiamentopara formar a lavoura de café e foi obrigado a utilizar agrotóxivcos por exigência do banco. Mas à mnedida em que o tempo foi passando, pela difuculdade em adquirir insumos químicos, Dona Laurita e Seu Antônio mudaram o tipo de trato cultural. Os pés de café foram plantados bem espaçados, para permitir o cultivo de outros produtos nas entrelinhas, como o milho e feijão. O agricultor cultiva leguminosas, como oguandú,feijão-de-porco e amucuna .Na lavoura são encontrados também algumas arvores: papagaio, ingá e candiúva. Segundo Seu Antônio, as plantações das entrelinhas têm apresentado boa relação com o café. Onde havia um canavial, uma outra lavoura foi plantada. Alí, o café respondeu bem após a aplicação de calcário. Um dos grandes desafios do desenvolvimento rural é garantir acesso à terra para gerar autonomia. Mas,neste caso, apesar da posse da terra,a família da Dona Laurita e Seu Antônio mesmo sendo grande, se dedica muito a trabalhos externos. Um dos interesses de seu Antônio em melhorar o terreno é motivar os filhos a permanecerem na roça,pois, com a desvlorização crescente da vida rural, o pessoal da comunidade tende a migrar para a cidade.O agricultor relatou que, antigamente o trabalhador rural tinha mais orgulho de sue trabalgo duro e os filhos pouco exigiam. Hoje com o grande consumismo, os jovens exigem um estilo de vida diferente daquele tempo. Há na propriedade uma anbundâcia de água,mata e variedades de ambientes cultivados.

Experiência
Transição agroecológica na propriedade de Laurita e Antônio.
Chamada
Saberes de agroecologia em Dinino-MG
Ano de publicação
2010
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Área Temática
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.