Programa Jovem Agricultor Orgânico

Em março de 2002, a Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca de Casimiro de Abreu lançou um programa sócio-educativo denominado “Programa Jovem Agricultor Orgânico”. Este programa tem por objetivo acolher jovens de 14 a 17 anos, filhos de agricultores familiares da região, matriculados na rede municipal de ensino, e que estejam com algum tipo de risco social, seja pela falta de perspectiva com a atividade no meio rural, seja pelo abandono ou violência familiar, entre outros. Os jovens recebem uma remuneração em torno de meio salário mínimo e durante um ano, participam de diversas atividades no Sítio Agrícola. A equipe de monitores que acompanha os jovens desenvolveu um método de trabalho que visa a participação dos jovens em todas as etapas de planejamento e desenvolvimento de atividades. Os jovens são estimulados a se organizarem e formular propostas no dia a dia, e, muitos que chegam, mal conseguem se apresentar diante dos colegas e monitores. Os monitores debatem periodicamente com os jovens, assuntos relacionados com a realidade desses, como: reforma agrária, alimentação x saúde, conservação do meio ambiente, produção orgânica x produção convencional, e outros assuntos que os jovens estejam interessados. Periodicamente são realizadas atividades recreativas e são aplicadas dinâmicas de grupo que ao longo do tempo vão provocando a interação entre os jovens. Os familiares notam uma mudança no comportamento deles, e relatam todo ano uma significativa melhora nas relações familiares. O aprendizado das técnicas de cultivo orgânico ocorre naturalmente, sem maiores formalidades acadêmicas, pois o programa não objetiva substituir os cursos profissionalizantes, mas sim estimular os jovens a procurar um caminho de formação de qualidade. Os jovens também aprendem a reconhecer o potencial de produção da propriedade de seus pais, e a valorizar a atividade rural. Em 2006 o programa está completando seu quinto ano de funcionamento e é uma conquista das comunidades rurais da região.

Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.