Projeto Etnodesenvolvimento Quilombola – Iniciativa piloto – capacitação de Comunidades Quilombolas no Estado do Rio de Janeiro

O projeto ora apresentado tem por objetivo a consolidação e o fortalecimento das associações de três comunidades quilombolas (Marambaia, Preto Forro e Alto da Serra), bem como a melhoria da qualidade de vida de seus moradores, através da capacitação de sua população para a auto-gestão, para o desenvolvimento sustentável e para a agroecologia. O projeto é desenvolvido por Koinonia em parceria com o MDA e se dará em duas etapas: a primeira (já concluída) de 05 oficinas divididas por temas: Direitos quilombolas, Formas de organização de grupos; Questões ambientais, formas sustentáveis de produção e políticas públicas. E a segunda etapa (com início em maio de 2006) terá como objetivo que a comunidade (a partir do diagnóstico realizado na primeira fase) defina temas prioritários a serem objeto de pequenos planos de desenvolvimento das comunidades. As comunidades envolvidas no projeto nunca tiveram nenhum tipo de apoio de órgãos ligados à agricultura, mas não usam agroquímicos e têm uma relação de proteção ao território que ocupam, apesar de em duas haver conflito sobre a posse da terra: com a Marinha (no caso da Marambaia) e com um grileiro (no caso de Preto Forro). Na comunidade de Alto da Serra o grupo ainda não entrou com o pedido de reconhecimento da posse da terra. O projeto conta com uma equipe de 04 supervisores e cerca de 10 consultores e voluntários.

Experiência
Projeto Etnodesenvolvimento Quilombola – Iniciativa piloto – capacitação de Comunidades Quilombolas no Estado do Rio de Janeiro
Chamada
Experiência em desenvolvimento local de comunidades quilombolas no Estado do Rio de Janeiro
Ano de publicação
2009
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.