Plantas medicinais: o saber do povo para o povo

O Centro de Saúde Alternativa de Muribeca – CESAM teve início em meados de 1996 quando a população do bairro de Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes-PE se reunia no salão paroquial da Igreja da comunidade para discutir sobre a saúde local. Nessas reuniões, as participantes trocavam experiências sobre plantas que poderiam ser utilizadas como remédio. Com a necessidade de aprofundar os conteúdos, o grupo passou a se encontrar com mais freqüência para desenvolver experiências com as plantas medicinais. Quando conheceram o Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP) o trabalho ganhou novo estímulo e orientação. Organizaram um espaço próprio para plantarem uma horta e um local específico para a manipulação de ervas. A gestão do CESAM é colegiada, ou seja, todos integrantes do grupo têm acesso às finanças, produção dos fitoterápicos, além de possuírem poder de decisão. A comercialização é realizada em feiras dentro e fora da comunidade, no espaço do CESAM, além de serem comercializados diretamente na vizinhança. O grupo conseguiu influenciar positivamente as políticas públicas municipais e hoje o posto médico funciona em dois expedientes, realizam exames de sangue, fezes, urina e diabetes e ainda conseguiram implementar um conselho gestor da unidade de saúde local.

Experiência
Plantas medicinais: o saber do povo para o povo
Chamada
Plantas medicinais: o saber do povo para o povo
Ano de publicação
2006
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Área Temática
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.