Como tirar sementes de hortaliças: a experiência de Pedro

Pedro trabalha como caseiro na Praia da Brisa, em Guaratiba, município do Rio de Janeiro. Ele veio da Paraíba há 8 anos e lá em Aroeira plantava milho e feijão e criava vacas. Mas foi só no Rio de Janeiro que aprendeu a plantar e cuidar de hortas. Além da horta no quintal da casa onde trabalha, Pedro cuida de mais outras duas em terrenos vizinhos e que estavam abandonados. Ainda cria 6 vacas, que fornecem o esterco para adubar as plantas. Ele cultiva couve, tomate, coentro, pimentão, banana, alface, entre outras. Pedro retira as sementes das hortaliças para plantar, pois afirma que as sementes compradas nem sempre estão na validade. O povo da região pede sementes a ele quando precisa, principalmente de coentro. Para tirar as sementes, Pedro escolhe as plantas mais bonitas. Depois limpa bem o fruto (no caso de jiló, abóbora, maxixe), separando a semente da polpa. Já para salsinha, coentro, alface, deixa secar primeiramente nos maços pendurados no terreiro e depois esfrega com as mãos para separar as sementes do pendão. Então deixa secar mais em casa, no sol, em um jornal no chão, por uns três dias. Toda noite deve recolher do terreiro para que o sereno não volte a umedecer as sementes. Depois de bem secas, guarda nos vidros, que já devem estar lavados e bem secos. Ele guarda os vidros na prateleira do armário e as sementes tem validade de um ano.

Experiência
Como tirar sementes de hortaliças: a experiência de Pedro
Chamada
Hortas, produção e conservação de sementes no quintal
Ano de publicação
2005
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Anexo
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.