A experiência de Campo de Sementes dos agricultores e agricultoras de Divino-MG

Para enfrentar a crise do café no início dos anos 1990, os agricultores e agricultoras de Divino se uniram para encontrar uma saída. O primeiro campo de sementes foi plantado na comunidade de Viletes, onde todos participaram no trabalho em mutirão. Depois a experiência foi ampliada para outras comunidades, com nove variedades de milho. Em 1998 a Pastoral da Juventude Rural se envolveu no trabalho, aumentando o número de campos de sementes. Por duas vezes o grupo teve de se retirar de propriedades, pois os donos das terras decidiram não mais cooperar com o projeto. A falta de registros para o uso da terra interrompeu a experiência, mas as pessoas mantiveram em suas terras as sementes crioulas. Em 2002 a experiência foi retomada devido à questão dos transgênicos, já que a semente representa a autonomia para quem vive no campo. Foi então arrumado um terreno onde foi plantado um campo de sementes de leguminosas, cujo resultado foi afetado pela chuva. Apesar disto, ficou comprovado que a organização e a parceria dos agricultores e agricultoras é capaz de transformar idéias em ações.

Experiência
A experiência de Campo de Sementes dos agricultores e agricultoras de Divino-MG
Chamada
A organização e as parcerias ajudam a transformar idéias em ação
Ano de publicação
2000
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.