COMUNIDADE FELIZ LEMBRANÇA ALEGRE/ES

Comunidade de Feliz Lembrança está situada no município de Alegre/ES, na região do Caparaó Capixaba. A experiência de agricultura familiar da comunidade é caracterizada pelo protagonismo da juventude rural no âmbito da tomada de consciência ecológica e das relações sociais. Durante os encontros que aconteciam nas sextas-feiras desde meados de 2003, havia presença de muitos jovens ocupando os espaços de orações, conversas e música, e nesse contexto foi criado um grupo de jovens na comunidade. Por conta disso a juventude foi se envolvendo com a comunidade, participando ativamente e animando as celebrações, missas, e eventos de final de ano. “Ali nascia uma força de mudança que nós nem imaginávamos. A partir dos encontros passamos a levar para a prática a experiência da oração (hora da ação), todos juntos e cada um assumindo um compromisso, o grupo fez a 1ª ação concreta: recolhemos todos o lixo da comunidade e na mesma ação conscientizando as famílias da comunidade a importância da continuação do projeto”, conta o jovem Fábio de Souza Silva, agricultor familiar agroecológico de Feliz Lembrança. E assim foram surgindo outras ações na comunidade como: mutirão de limpeza na casa de doentes; mutirão de limpeza da lavoura; tarde de lazer com os idosos; organização de festas juninas; participação na Pastoral da Juventude Rural (PJR); construção de fossas sépticas; premiação de vídeo curta-metragem “Mova Caparaó”. Toda essa movimentação na comunidade fortaleceu a Associação de Produtores Rurais de Feliz Lembrança, gerando uma reestruturação da diretoria com jovens que se destacaram nesse processo. A renovação possibilitou a inclusão digital da comunidade pela criação da “sala digital” –construído em mutirão – que garantiu acesso a computadores e internet, além de participarem de cursos e capacitações de gestão de propriedades rurais, cursos do PRONATEC e outros. A sala e os computadores tem uma importância fundamental para a comunidade, além de ser um espaço para associação se reunir e organizar as ações da comunidade, espaço de conhecimento, estudo, valorização da juventude, toda a comunidade (crianças, jovens e adultos) realiza vários cursos na sala. Não sendo mais necessário se deslocar para a cidade para buscar esses recursos, pois a tecnologia está dentro da comunidade. Esta sala teve o apoio do Ministério da Cultura, a partir de um edital anunciado na Voz do Brasil. Outro espaço comunitário é a cozinha, onde o grupo de mulheres “Sabores e sonhos” produzem pães e quitutes de diversos sabores (mandioca, leite, batata, banana, etc), utilizando produtos colhidos pelas famílias da comunidade, que são escoados através de entregas ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), e lanches para o SEBRAE. O trabalho na agroindústria além de beneficiar as famílias, com o retorno econômico, também acrescenta em termos de experiência e vivência no trabalho em equipe.