A transição agroecológica e o papel desempenhado pelas mulheres

O presente trabalho é resultado de um estudo que objetiva compreender o papel e a autonomia desempenhada pelas mulheres em propriedades familiares em transição agroecológica, buscando analisar como essas contribuem para as atividades que envolvem desde os afazeres domésticos até as atividades relacionadas ao plantio, cuidados com animais, transformação e comercialização dos produtos. Para sua concretização, foram utilizadas entrevistas semi estruturadas realizadas com 08 famílias agricultoras do Território Central do Rio Grande do Sul. Desse modo, demonstrou-se que as mulheres, além de desempenharem as atividades do lar, colaboram para a dinâmica produtiva das propriedades, sendo essas muitas vezes responsáveis pela transformação e comercialização da produção. Além disso, verifica-se que a maioria das mulheres não são as responsáveis pela tomada de decisão, sendo essa atribuída aos representantes familiares do sexo masculino.

Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.