Meliponicultura e Manejo da Caatinga

Meliponicultura é o nome dado para definir a criação de abelhas nativas, mais conhecidas como abelhas sem ferrão(ou indígenas). No semi-árido paraibanoagricultores(as) familiares têm se organizado e promovido o intercâmbio de conhecimentos e experiências sobre o cultivo destas abelhas através do , desenvolvido nos municípios de Soledade e Puxinanã, com o apoio do PATAC(Programa de Aplicação de Tecnologia Apropriada às Comunidades) em parceria com a Associação de Apoio às Comunidades do Campo,AACC. O Projeto tem estimulado a criação de viveiros de mudas para promover o manejo das espécies nativas da caatinga, desencadeando assim um processo educativo junto ás famílias visando à preservação do meio ambiente e sua biodiversidade.É realizando o plantio e replantio de espécies como umburanas, catingueiras, baraúnas,paud`arco, angico e sabiá, além das vegetações adaptadas a exemplo de leucenas e gliricídias. Os criadores(as) de abelhas nativas trocam conhecimentos entre si a respeito das espécies encontradas na região e sobre a importância das plantas nativas para a produção do mel que possui um grande valor medicinal. A iniciativa vem contribuindo para fortalecer experiências desenvolvidas por agricultores(as) criadores de abelhas nativas do Cariri Paraibano, promover a segurança alimentar das famílias e comunidades rurais, ampliar o conhecimento sobre o uso medicinal do mel das abelhas e estimular a geraçào de renda por meio do cultivo, beneficiamento e comercialização do mel de abelhas como uruçu, jandaíra entre outras. AÇÕES DO PROJETO Pesquisa de identificação de grupos de interesse e levantamento dos criadores e criadoras de abelhas nativas, que possibilita conhecer espécies da região e identificar práticas de manejo já adotadas pelos agricultores(as) familiares; Intercâmbio de experiências entre criadores que contribui para troca de conhecimentos sobre criaçào das abelhas nativas entre as agricultoras e agricultores familiares envolvidos no Projeto; Implantação de viveiros de mudas e criação de mudas consorciadas, possibilitando o reflorestamento das áreas. OBJETIVOS Difundir a criação de abelhas nativas e contribuir com a luta contra a desertificação; Preservar a biodiversidade do semi-árido paraibano; Fortalecer a segurança alimentar dos agricultores e agricultoras.

Experiência
Meliponicultura e Manejo da Caatinga
Chamada
Abelhas Nativas ajudando a preservar o meio ambiente
Ano de publicação
2003
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relatoras/es
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
  • alexandre lourenço da silva 12/12/2007 às 00h00

    sou técnicom em agropecuaria e meliponicultor quero troca experiencias com agricultores e incentivar outros que estão começando em assentamentoscom pretendo formar parcerias com ongs.