formação de cooperativa quilombola do vale do ribeira

Trabalho de extensão rural realizado pelo Instituto de cooperativismo e associativismo, da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo em conjunto com Instituto de Terras do Estado de São Paulo iniciado no ano de 2012. Os programas de compras institucionais criados pelo governo federal impulsionaram a produção agrícola das comunidades quilombolas do Vale do Ribeira. A comercialização inicial foi através das associações quilombolas que organizavam a produção e a comercialização destinadas ao Programa de Aquisição de Alimentos. Devido a insegurança jurídica ocasionada pela comercialização através de associações, foram planejados ações de extensão rural nas 14 comunidades quilombolas para divulgar a educação cooperativa, objetivando a criação da cooperativa. Os principais problemas foram relacionados a educação e cultura, isto é, não existe educação formal voltada para o cooperativismo no Estado de São Paulo, fato que dificulta o entendimento sobre os princípios cooperativos e os objetivos de uma cooperativa. Os problemas relacionados a cultura individualista e a frágil educação estão sendo superados com os trabalhos continuados de extensão rural nas comunidades quilombolas, como também nos doze encontros que foram realizados na cidade de Eldorado para formalização da cooperativa. A cooperativa tinha 40 cooperados fundadores no ano de 2012 e hoje, já com nova diretoria, conta com 240 cooperados, que comercializam seus produtos principalmente para os mercado institucional, PAA e PNAE.

Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.