Mulheres, Agroecologia e Economia Solidária: Nas lavouras e nos quintais mulheres gerando renda e diversidade

A primeira etapa do Programa de Formação Mulheres e Agroecologia (PFMA) iniciou suas atividades em 2009. O Programa, realizado pelo Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM), em parceria com o Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Gênero (NIEG-UFV) e Comissões Municipais de Mulheres Trabalhadoras Rurais, durou até dezembro de 2011. O PFMA foi estruturado em módulos que trataram dos temas: Mulheres, Agroecologia, Saneamento Ambiental, Economia Solidária, Sociobiodiversidade e Organização de Mulheres. Durante esses três anos (2009 a 2011), participaram do PFMA em torno de 150 mulheres agricultoras dos municípios de Acaiaca, Araponga, Caiana, Caparaó, Divino, Ervália, Espera Feliz, Guidoval, Orizânia, Simonésia, Paula Cândido, Viçosa e Visconde do Rio Branco. Como objetivo de trocar experiências entre as participantes e valorizar o papel das mulheres nos processos de transição agroecológica, os encontros do PFMA serviram para enfatizar a importância do papel das agricultoras na construção coletiva do conceito de agroecologia, destacando temas pertinentes à saúde da família e ambiente, políticas públicas, organização produtiva e comercialização. Em 2009 foi à vez do módulo: “Mulheres, Agroecologia e Economia Solidária”, que foi dividido em dois dias de encontro. No primeiro dia foi realizado o intercâmbio para conhecer a história da família e da propriedade. Este intercâmbio inicia-se no espaço da casa, onde a família se reúne para contar um pouco da história de como chegaram naquele local. Em seguida a(s) mulher(es) da propriedade, às vezes com a participação de toda a família, guiam as participantes pelo quintal ao redor da casa, mostrando o que é produzido ali, contando algumas histórias sobre este espaço, técnicas de cultivo, apresentando as espécies, e trocando receitas. Após isso segue-se para a lavoura a fim de conhecer os plantios e práticas de manejo. No fim do dia, as participantes concentram em um mesmo local da propriedade, onde fazem uma avaliação do intercâmbio. Neste momento são apresentadas as experiências mais significativas que as participantes tiveram ao longo do dia.

Experiência
Mulheres, Agroecologia e Economia Solidária: Nas lavouras e nos quintais mulheres gerando renda e diversidade
Ano de publicação
2015
Última atualização
17/04/2018
Autoras/es
Relator/a
Anexo
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.