Histórias do Parque - mobilização popular na criação do PESB

Na década de 70, dois professores/pesquisadores da UFV propuseram a criação de um Parque Estadual na região, que possibilitasse a conservação e preservação da área. Em 1988 o Governo de Minas Gerais promulgou uma lei autorizando a criação do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB), com 32.500ha, abrangendo toda a área acima de 1.000 metros de altitude. No final de 1993 o CTA-ZM, junto com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Araponga, realizaram diagnóstico rural participativo (DRP) que marcou o início da participação da população nas discussões sobre a criação e implantação do PESB. Nasceu então, um processo de mobilização contra a proposta original de criação do parque, pois de acordo com os limites, muitas famílias seriam desapropriadas. Estavam envolvidos outros STRs da região, a CPT, a FETAEMG e alguns professores da UFV ligados aos Departamentos de Solos e de Educação. Em 1996, o governo do Estado e o IEF aprovaram o decreto que legalizava a criação do PESB com área total de 13.210ha, considerando aspectos ambientais e sócio-econômicos e com a participação social nas redefinições de seus limites e no seu processo de gestão.

Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.