A conquista de terras em conjunto: autonomia, qualidade de vida e Agroecologia

Na conquista de terras em conjunto, pequenos proprietários e trabalhadores rurais adquirem conjuntamente uma área de terra, onde cada novo proprietário terá a chance de comprar uma propriedade, que em média varia entre 1 e 6 hectares, de acordo com suas condições de pagamento. A parte da área que será destinada ao novo proprietário é definida a partir de critérios construídos pelo grupo. Os que têm melhores condições financeiras fazem um empréstimo solidário ao novo proprietário para a compra da terra, o que acontece ainda hoje entre parentes e, em menor número, entre amigos. A dívida é sempre paga com produtos, como arrobas de café, milho ou em cabeças de gado. Essa experiência se institucionalizou em 1989 e até 2007, de acordo com os dados fornecidos pelo Sindicato de Trabalhadores Rurais de Araponga, 174 famílias já haviam conquistado o seu pedaço de terra, totalizando 620 hectares.

Experiência
A conquista de terras em conjunto: autonomia, qualidade de vida e Agroecologia
Ano de publicação
2013
Última atualização
28/05/2018
Autoras/es
Relator/a
Anexo
Áreas Temáticas
Áreas Geográficas
Comentários
Ainda não há comentários sobre esta experiência.